Paulo assume com popularidade em queda

Pesquisa Serpes publicada pelo jornal O Popular mostra que avaliações positivas da gestão do prefeito de Goiânia caíram 9,1%. Na véspera da eleição em outubro, prefeito tinha 38% de bom e 7,2% de ótimo; agora obteve 31,9% e 4,2% respectivamente 

Paulo assume com popularidade em queda
Paulo assume com popularidade em queda
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ Mal assumiu a prefeitura de Goiânia e Paulo Garcia (PT) já vê queda de popularidade. É o que mostra pesquisa Serpes publicada nesta quinta-feira (3) pelo jornal O Popular. Em comparação com o último levantamento, realizado na véspera das eleições, as avaliações positivas de Paulo caíram 9,1%. Esta pesquisa foi realizada nos dias 30 e 31 de dezembro de 2012.

Paulo tinha 45,2% de avaliação positiva em outubro (38% bom e 7,2% ótimo). Agora a situação é diferente e os dados mostram queda – com o petista obtendo 36,1% (31,9% bom e 4,2% ótimo). A reprovação cresceu um pouco de 16,2% (somando ruim mais péssimo) para 16,5%. Outros dados: 38,9% dos entrevistados dizem que a gestão de Paulo Garcia é regular e 8,5% não opinaram.

A reportagem do jornal O Popular ouviu diretores de empresas de pesquisa para tentar entender a queda na popularidade do prefeito. O diretor do Serpes, Antônio Lorenzo, afirma que o prefeito aparece pouco e falta visibilidade à gestão do petista.
Mário Rodrigues Filho, que é diretor da empresa Grupom Consultoria e Pesquisas, afirma que a queda nos índices é sintomática.

Para ele, o ideal é que a aprovação seja em torno de 60%. Ele atribuiu alguns fatores que podem ter contribuído para a avaliação mais tímida de Paulo: o anúncio de que a cidade não teria luzes de natal e depois mudou de decisão, a sujeira nas ruas e o caos na saúde pública.

Metodologia: A pesquisa Serpes entrevistou 401 moradores de Goiânia e foi realizada nos dias 30 e 31 de dezembro. A margem de erro é de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email