Paulo Garcia presta contas e vereadores reclamam

Prefeito esteve na Câmara Municipal para apresentar o balancete do segundo quadrimestre do ano; Paulo Garcia (PT) garantiu que o Paço não contraiu novas dívidas e disse que os gastos com pessoal foram reduzidos; no entanto, fato de o prefeito não responder perguntas de forma detalhada irritou vereadores de oposição; Elias Vaz (PSB) afirmou que a falta de transparência é uma marca da atual gestão e Dra. Cristina (PSDB) lançou dúvidas sobre os números mostrados e disse que nem Paulo Garcia nem o secretário de Finanças, Jeovalter Correia, se dispuseram a responder perguntas de forma clara e objetiva

Prefeito esteve na Câmara Municipal para apresentar o balancete do segundo quadrimestre do ano; Paulo Garcia (PT) garantiu que o Paço não contraiu novas dívidas e disse que os gastos com pessoal foram reduzidos; no entanto, fato de o prefeito não responder perguntas de forma detalhada irritou vereadores de oposição; Elias Vaz (PSB) afirmou que a falta de transparência é uma marca da atual gestão e Dra. Cristina (PSDB) lançou dúvidas sobre os números mostrados e disse que nem Paulo Garcia nem o secretário de Finanças, Jeovalter Correia, se dispuseram a responder perguntas de forma clara e objetiva
Prefeito esteve na Câmara Municipal para apresentar o balancete do segundo quadrimestre do ano; Paulo Garcia (PT) garantiu que o Paço não contraiu novas dívidas e disse que os gastos com pessoal foram reduzidos; no entanto, fato de o prefeito não responder perguntas de forma detalhada irritou vereadores de oposição; Elias Vaz (PSB) afirmou que a falta de transparência é uma marca da atual gestão e Dra. Cristina (PSDB) lançou dúvidas sobre os números mostrados e disse que nem Paulo Garcia nem o secretário de Finanças, Jeovalter Correia, se dispuseram a responder perguntas de forma clara e objetiva (Foto: José Barbacena)

Goiás247 - O prefeito Paulo Garcia (PT) estava hoje na Câmara Municipal para prestar contas do segundo quadrimestre deste ano. O petista garantiu que a prefeitura não contraiu novas dívidas e conseguiu reduzir os gastos com pessoal, que, segundo ele, hoje estão em 49,7%. Paulo Garcia defendeu a proposta do IPTU carimbado e disse que a Capital não corre risco de sofrer outro colapso no serviço de coleta do lixo.

A publicação do balancete e a audiência de prestação de contas atrasaram em mais de 20 dias. Esta demora e a forma como os números foram apresentados nesta manhã despertaram críticas por parte dos vereadores de oposição. Dra. Cristina (PSDB) e Elias Vaz (PSB) reclama que houve um jogo de empurra-empurra entre Paulo Garcia e o secretário de Finanças do Município, Jeovalter Correia.

Paulo disse que maiores informações seriam dadas pelo auxiliar e Jeovalter evitou responder perguntas. "A falta de transparência é uma das marcas desta gestão", disparou Elias. O vereadores afirma que as questões mais espinhosas foram negligenciadas pela prefeitura e ninguém respondeu o que ele queria saber de forma detalhada.

A vereadora Dra. Cristina não aprovou a prestação de contas do prefeito e lança dúvidas em cima do que foi apresentado. Cristina Lopes cobra mais transparência e respostas claras. 

"Ele (prefeito) dizer que as finanças estão equilibradas… Equilibradas e tirando do bolso do servidor, pois a data-base não foi paga”, disse. A vereadora ainda criticou o aumento no valor do IPTU em 60% para 2015.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247