Pedaladas afastariam 16 governadores

Poucos deram atenção, mas nessa semana, durante o encontro de juristas pela legalidade e em defesa da democracia no Planalto, o professor de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Francisco de Queiroz Bezerra Cavalcanti fez a seguinte conta: se a presidente Dilma Rousseff sofrer impeachment pelas chamadas 'pedaladas fiscais', 16 governadores terão que deixar o cargo pelo mesmo motivo

Poucos deram atenção, mas nessa semana, durante o encontro de juristas pela legalidade e em defesa da democracia no Planalto, o professor de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Francisco de Queiroz Bezerra Cavalcanti fez a seguinte conta: se a presidente Dilma Rousseff sofrer impeachment pelas chamadas 'pedaladas fiscais', 16 governadores terão que deixar o cargo pelo mesmo motivo
Poucos deram atenção, mas nessa semana, durante o encontro de juristas pela legalidade e em defesa da democracia no Planalto, o professor de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Francisco de Queiroz Bezerra Cavalcanti fez a seguinte conta: se a presidente Dilma Rousseff sofrer impeachment pelas chamadas 'pedaladas fiscais', 16 governadores terão que deixar o cargo pelo mesmo motivo (Foto: Gisele Federicce)

247 - Pouco destaque foi dado para um cálculo anunciado durante o encontro de juristas pela legalidade e em defesa da democracia que ocorreu no Palácio do Planalto na última terça-feira 22.

De acordo com o diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Francisco de Queiroz Bezerra Cavalcanti, se a presidente Dilma Rousseff sofrer impeachment pelas chamadas 'pedaladas fiscais', 16 governadores também terão que ser afastados, pois realizaram a mesma transação fiscal.

Os atrasos nos repasses do Tesouro a bancos públicos, prática que passou a ser chamada de "pedalada", não são suficientes para pedir o afastamento da presidente, defendeu o ex-desembargador em seu discurso, na ocasião. “Se nós entendermos que é suficiente, temos que afastar pelo menos 16 governadores”, completou.

Em outro momento do discurso, o jurista declarou que "a liberdade de imprensa é privatizada" no Brasil. "Quando os grandes grupos querem que a população pensa assim, ela pensa assim", comentou, sem citar nomes (leia mais).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247