Pequenas empresas participam da maior semana de moda do país

Um dos pontos altos da missão serão as palestras com Patrícia Rodrigues, da UseFashion, e Olívia Merquior, da Dacrideaviti, no Hotel Tivoli São Paulo; Patrícia, especialista em moda e comunicação com mais de 14 anos de experiência, vai apresentar um panorama geral dos cenários de consumo relacionados com o ciclo e as inovações do varejo, visando oportunidades para se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo; Já Olívia, graduada em design de moda pela Central Saint Martins de Londres, falará sobre a reestruturação da fabricação e venda de materiais, e também como a agilidade e leveza no processo produtivo são determinantes para o sucesso dos negócios.

Um dos pontos altos da missão serão as palestras com Patrícia Rodrigues, da UseFashion, e Olívia Merquior, da Dacrideaviti, no Hotel Tivoli São Paulo; Patrícia, especialista em moda e comunicação com mais de 14 anos de experiência, vai apresentar um panorama geral dos cenários de consumo relacionados com o ciclo e as inovações do varejo, visando oportunidades para se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo; Já Olívia, graduada em design de moda pela Central Saint Martins de Londres, falará sobre a reestruturação da fabricação e venda de materiais, e também como a agilidade e leveza no processo produtivo são determinantes para o sucesso dos negócios.
Um dos pontos altos da missão serão as palestras com Patrícia Rodrigues, da UseFashion, e Olívia Merquior, da Dacrideaviti, no Hotel Tivoli São Paulo; Patrícia, especialista em moda e comunicação com mais de 14 anos de experiência, vai apresentar um panorama geral dos cenários de consumo relacionados com o ciclo e as inovações do varejo, visando oportunidades para se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo; Já Olívia, graduada em design de moda pela Central Saint Martins de Londres, falará sobre a reestruturação da fabricação e venda de materiais, e também como a agilidade e leveza no processo produtivo são determinantes para o sucesso dos negócios. (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

São Paulo – Donos de micro e pequenas empresas de todo o Brasil vão participar da maior semana de moda do Hemisfério Sul ao lado de marcas e estilistas renomados. A 40ª edição da São Paulo Fashion Week, que acontece de 18 a 23 de outubro, no Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera, vai receber uma missão técnica de 130 pequenos empresários e gestores técnicos doSebrae de todo o Brasil para uma imersão nos bastidores do evento. A ação faz parte da segunda etapa do convênio firmado entre o Sebrae e o Instituto Nacional de Moda e Design (In-Mod), o Contextualizar na Moda II.


Na companhia dos técnicos do Sebrae, empresários de diversos estados brasileiros vão cumprir uma agenda intensa durante o SPFW com visitas aos bastidores de desfiles, encontros com especialistas em comportamento de consumo e tendências para acompanhar desfiles ao vivo, além de encontros com diretoria e presidência de grandes grupos de moda. Nessa edição será realizada uma visita à Vicunha, uma das maiores indústrias têxteis do mundo.  Os participantes também contarão com um espaço na Casa SPFW dedicado ao relacionamento e troca de conhecimento.


Um dos pontos altos da missão serão as palestras com Patrícia Rodrigues, da UseFashion, e Olívia Merquior, da Dacrideaviti, no Hotel Tivoli São Paulo. Patrícia, especialista em moda e comunicação com mais de 14 anos de experiência, vai apresentar um panorama geral dos cenários de consumo relacionados com o ciclo e as inovações do varejo, visando oportunidades para se diferenciar em um mercado cada vez mais competitivo. Já Olívia, graduada em design de moda pela Central Saint Martins de Londres, falará sobre a reestruturação da fabricação e venda de materiais, e também como a agilidade e leveza no processo produtivo são determinantes para o sucesso dos negócios.


Em três anos, a parceria entre Sebrae e In-Mod já beneficiou mais de mil empreendedores, dentre eles cerca de 100 marcas que estiveram presentes no evento por meio do FFWShop – loja Pop up de design e acessórios com curadoria assinada pelo SPFW e instalada no evento. Este ano, 24 micro e pequenas empresas provenientes de 12 estados (ES, SP, RJ, MG, GO, PR, RS, SC, PA, PI, TO e PE) e do Distrito Federal foram selecionadas para expor seus produtos.


Mais que a comercialização em si, a exposição na loja conceito permite aos empresários atingir um novo patamar de divulgação para seus produtos e sua marca. “Em todo o Brasil há empreendedores que fazem uma moda vibrante e inovadora. Possibilitar que eles tenham acesso ao maior evento de moda do país faz parte do trabalho do Sebrae em preparar e dar oportunidade para que os pequenos negócios tenham acesso ao mercado de alto valor agregado da moda”, afirma Roberta Aviz, coordenadora nacional da indústria da moda do Sebrae.


“Ter sua marca atrelada ao SPFW pode se tornar um grande diferencial, em função do aval de marca conferido pela credibilidade e respeito que o evento tem no mercado. Cada empresa que participa desta atividade receberá feedback da curadoria sobre seus produtos, visando o desenvolvimento e aperfeiçoamento dos mesmos, para que tenham condições de estar presentes em edições futuras”, acrescenta.


Cadeia produtiva

É o que aconteceu com a marca Vale da Seda, criada em uma região do noroeste do Paraná que envolve 29 municípios e é o local que mais produz casulo de bicho-da-seda em todo o Ocidente. Atualmente, o Paraná participa com 92% da produção nacional de casulos de bicho-da-seda, mas apenas 5% do fio produzido no estado são beneficiados no Brasil. O projeto Vale da Sedatem o objetivo de estimular pequenas e micro confecções da região a produzir roupas e tecidos com a seda feita ali, transformando a cadeia produtiva ao substituir a venda da matéria-prima pela comercialização do produto acabado, de maior valor agregado.


Após a primeira participação na loja na edição passada do SPFW, a marca firmou parceria com o estilista Ronaldo Fraga, que desenvolveu cerca de 20 looks de seda depois de conhecer os xales feitos de tricot aberto com os fios 100% seda do Paraná. As peças serão apresentadas na passarela dia 19 de outubro.


“Ele esteve aqui, passou dois dias conosco e desenhou os modelos. Desenvolvemos o piloto e estamos terminando as peças, que também serão vendidas nas lojas dele. Esperamos que nosso trabalho seja cada vez mais visto e reconhecido para que consigamos colocar no mercado peças feitas com a seda da nossa região”, afirma João Berdu, presidente do Instituto Vale da Seda que volta à 40ª edição da semana de moda com echarpes feitas de seda e pintadas por artistas locais e golas com o mesmo tricot aberto que conquistou Ronaldo Fraga. 


Sobre o convênio

O Contextualizar na Moda surgiu da necessidade de inserir as micro e pequenas empresas brasileiras no mercado de alto valor agregado da moda.  As empresas escolhidas participam de uma programação intensa de consultorias, capacitações, palestras e participações em feiras, workshops e exposições, tendo acesso inclusive aos bastidores do SPFW, a maior semana de moda do Hemisfério Sul.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email