Pequim 2008: doping faz Jamaica perder medalha e Brasil fica com o bronze

Comitê Olímpico Internacional anunciou que retirou a medalha de ouro da Jamaica do revezamento 4x100, nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008; motivo foi a confirmação de doping de Nesta Carter por dimetilamilamina; com isso, o Brasil, que acabou a prova em quarto lugar, herda a medalha de bronze; outra consequência é que o astro Usain Bolt terá uma medalha a menos no currículo; agora, Bolt tem oito medalhas de ouro olímpicas: 100m rasos em 2008, 2012 e 2016; 200m rasos em 2008, 2012 e 2016; revezamento 4x100m rasos em 2012 e 2016

Comitê Olímpico Internacional anunciou que retirou a medalha de ouro da Jamaica do revezamento 4x100, nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008; motivo foi a confirmação de doping de Nesta Carter por dimetilamilamina; com isso, o Brasil, que acabou a prova em quarto lugar, herda a medalha de bronze; outra consequência é que o astro Usain Bolt terá uma medalha a menos no currículo; agora, Bolt tem oito medalhas de ouro olímpicas: 100m rasos em 2008, 2012 e 2016; 200m rasos em 2008, 2012 e 2016; revezamento 4x100m rasos em 2012 e 2016
Comitê Olímpico Internacional anunciou que retirou a medalha de ouro da Jamaica do revezamento 4x100, nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008; motivo foi a confirmação de doping de Nesta Carter por dimetilamilamina; com isso, o Brasil, que acabou a prova em quarto lugar, herda a medalha de bronze; outra consequência é que o astro Usain Bolt terá uma medalha a menos no currículo; agora, Bolt tem oito medalhas de ouro olímpicas: 100m rasos em 2008, 2012 e 2016; 200m rasos em 2008, 2012 e 2016; revezamento 4x100m rasos em 2012 e 2016 (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - O Comitê Olímpico Internacional anunciou nesta quarta-feira (25) que retirou a medalha de ouro da Jamaica do revezamento 4x100, nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. O motivo foi a confirmação de doping de Nesta Carter, que disputou as eliminatórias e as finais da competição pelo país da América Central.

De acordo com o COI, a substância encontrada foi a dimetilamilamina, um descongestionante nasal também utilizado, em conjunto com a cafeína, como estimulante e termogênico. O Comitê afirmou que notificou o Comitê Olímpico Jamaicano para que as medalhas sejam devolvidas.

Com isso, o Brasil, que acabou a prova em quarto lugar, herda a medalha de bronze. A equipe brasileira era formada por Vicente Lenílson, Sandro Viana, Bruno Lins e José Carlos Moreira. Com a decisão do COI, o Brasil passa a ter 17 medalhas no quadro geral de 2008: três de ouro, quatro de prata e nove de bronze. Além do Brasil, Trinidad e Tobago (que ficará com o ouro) e o Japão (agora prata) foram beneficiados pela decisão.

Outra consequência da decisão do COI é que Usain Bolt terá uma medalha a menos no currículo. Agora, Bolt terá oito medalhas de ouro olímpicas: 100m rasos em 2008, 2012 e 2016; 200m rasos em 2008, 2012 e 2016; revezamento 4x100m rasos em 2012 e 2016.

Em setembro, o revezamento feminino 4x100 do Brasil já havia herdado uma medalha de bronze por causa da desclassificação da Rússia, também por doping, da competição. À época, Rosemar Coelho Neto, Lucimar de Moura, Thaissa Presti e Rosângela Santos foram premiadas.

O COI também anunciou a perda da medalha de prata de Tatiana Lebedeva. Ela foi prata no salto em distância nos Jogos de Pequim, prova vencida pela brasileira Maurren Maggi. Com isso, a nigeriana Blessing Okagbare ficará com a prata e a jamaicana Chelsea Hammond com o bronze. A substância encontrada nos testes de Lebedeva foi o anabolizante turinabol.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email