Perillo cria novo modelo para atender prefeitos

Objetivo do programa batizado de "Vapv Vupt com Prefeitos" é otimizar atendimento às demandas dos municípios e reforça parcerias; a cada semana governo vai se reunir com 20 prefeitos; na próxima semana, Marconi já recebe chefes do Executivos das cidades do Entorno do DF

Perillo cria novo modelo para atender prefeitos
Perillo cria novo modelo para atender prefeitos (Foto: Lailson Damasio )
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247_ O governador Marconi Perillo lançou hoje o programa que batizou de "Vapt Vupt com Prefeitos". Consiste num novo formato de atendimento às reivindicações dos municípios junto ao governo do Estado. A solenidade de lançamento ocorreu no 10º andar do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

Recebidos por Perillo, 19 prefeitos de cidades do Entorno de Goiânia tiveram a oportunidade de apresentar suas reivindicações e projetos administrativos de parceria a secretários e presidentes de empresas.

O método, segundo explicou Marconi, visa facilitar o acesso dos prefeitos a todos os órgãos estaduais. “Nós reconhecemos a dificuldade que os prefeitos têm para percorrer as secretarias e demais órgãos do governo. Com esse novo formato, estamos dando agilidade no relacionamento com as prefeituras”, explicou.

Depois de ouvirem do governador um breve relato sobre o Vapt Vupt, os prefeitos se reuniram com os secretários e dirigentes de empresas para apresentar novas reivindicações e se inteirar do andamento de pedidos já encaminhados.

Tanto na apresentação do projeto aos prefeitos quanto na entrevista coletiva, Marconi deixou clara a disposição do governo em trabalhar junto com os prefeitos, reconhecendo as dificuldades que a maioria tem com a falta de recursos. “Nosso espírito é o mais democrático possível. Temos o objetivo de colaborar naquilo que estiver ao nosso alcance. Estou determinando aos secretários e demais assessores que sejam rápidos na análise e na possibilidade de atender prontamente as reivindicações”, disse.

Em decorrência do período de chuvas, grande parte dos municípios tem enfrentado dificuldades para manter a qualidade da pavimentação urbana. Alguns novos prefeitos padecem ainda de falta de estrutura para poder atender a obras emergenciais. “O que mais os prefeitos têm nos solicitado é ajuda para recuperar a malha viária urbana. Muitos assumiram prefeituras sem maquinários funcionando e sem dinheiro em caixa. Estamos cientes desse grave problema. E por isso já solicitamos à Agetop um levantamento de custo para que o Estado passe doar massa asfáltica às Prefeituras para que elas possam recuperar a pavimentação urbana das cidades”, informou Marconi.

De acordo com o governador, o principal objetivo do governo é honrar as obras e os investimentos nos municípios que sejam de responsabilidade da administração estadual. Isso, todavia, não significa que o Estado não possa colaborar com os prefeitos em áreas que são de competência das prefeituras. “Sempre fizemos e vamos continuar fazendo parcerias com os prefeitos. Estaremos prontos a ajudar naquilo que estiver ao nosso alcance”, salientou.

Audiências

A largada dada nesta quarta-feira ao Vapt Vupt com Prefeitos – segundo explicou o governador – não elimina as audiências individuais. “Já recebi mais de 200 prefeitos antes de tomarem posse. Tenho um bom diagnóstico da situação de um grande número deles. Vou continuar a conversar com todos os prefeitos, sempre com o intuito de cooperar. O relacionamento de respeito que tenho com os prefeitos é importante e necessário para que, juntos, possamos melhorar a qualidade de vida das pessoas das nossas cidades”, acrescentou.

A disposição do governo é realizar reuniões semanais com 20 prefeitos, abrangendo todas as regiões. A próxima, já definida para a quarta-feira (23), ocorrerá com prefeitos da região do Entorno de Brasília.

Por considerar que o governo tem demonstrado efetivo interesse em celebrar parcerias com os municípios sem olhar a cor partidária do administrador, Dioji Ikeda (PDT), prefeito de Inhumas, disse acreditar no sucesso deste novo modelo de atendimento. “É plausível a idéia de se reunir os 20 prefeitos da região metropolitana. As nossas carências são muito parecidas. Temos tido um bom relacionamento com o governo a quem já tivemos a oportunidade de apresentar idéias, parcerias e reivindicações. Queremos ser parceiros do governo”, comentou.

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB), disse que já existem algumas parcerias delineadas com o governo e que, a seu tempo, deverão ser concretizadas. Ele citou a Alameda da Paz, grande corredor viário que ligará o centro da cidade à divisa com Goiânia, o IML e a parceria para o bom funcionamento do Hospital de Urgências de Aparecida – Huapa. “É muito importante esse trabalho, esse contato do governo com os prefeitos”, disse.

Luiz Juvêncio de Oliveira (PMDB), prefeito de Guapó, disse que o governador Marconi Perillo tem mostrado que quer ajudar o município. “Já estivemos com o governador e sentimos que ele irá nos ajudar. Não queremos ser oposição ao governo, queremos ser parceiros”, declarou.

Para esse primeiro encontro foram convidados 20 prefeitos do Entorno de Goiânia. Apenas o de Bela Vista, Eurípedes José do Carmo (PSC) não compareceu, mas justificou que estava viajando.

Compareceram os prefeitos de Abadia de Goiás, Romes Gomes da Silva (PSB); Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela (PMDB); Aragoiânia, Nauginel do Prado (PTB); Bonfinópolis, José Paulino (PSD); Brazabrantes, Márcio Machado (PMDB); Caldazinha, Edimon Borges de Oliveira (PT); Campestre, Marcus Alves Ramos (PSDB); Damolândia, Marcelo Machado (PSDB); Goianápolis, Jeová Leite (PP); Goianira, Miller de Assis (PP); Guapó, Luiz Juvêncio (PMDB); Hidrolândia, PauloSérgio de Resende (DEM); Inhumas, Dioji Ikeda (PDT); Nerópolis, Fabiano da Luz (PSDB); Nova Veneza, Waldemar Costa (PT do B); Santo Antônio de Goiás, Frederico Marques de Oliveira (PTB); Senador Canedo, Misael de Oliveira (PDT); Terezópolis Francisco Alves de Oliveira de Sousa Júnior (PMDB), e Trindade, Jânio Darrot (PSDB).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email