Perillo diz que Alckmin deve ser candidato e vê danos na aliança tucana com Temer

Marconi Perillo, governador de Goiás e pré-candidato a assumir a presidência do PSDB, disse a interlocutores que Geraldo Alckmin é o "primeiro na fila" da candidatura presidencial e que o prefeito João Doria —um "excelente" nome— teria de disputar prévias para obter a vaga; o prefeito afirmou diversas vezes que não enfrentaria Alckmin em prévias; Perillo também afirmou que o PSDB teve danos com a aliança para apoiar Temer

12-06-2012 - Brasília - Brasil - O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), presta depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira. Foto: Wilson Dias/ABr
12-06-2012 - Brasília - Brasil - O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), presta depoimento à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira. Foto: Wilson Dias/ABr (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 - Pré-candidato a assumir a presidência do PSDB, o governador de Goiás, Marconi Perillo, disse a interlocutores que Geraldo Alckmin é o "primeiro na fila" da candidatura presidencial e que o prefeito João Doria —um "excelente" nome— teria de disputar prévias para obter a vaga.

O prefeito afirmou diversas vezes que não enfrentaria Alckmin em prévias.

Para o goiano, Alckmin se posicionou como pré-candidato com a vitória em primeiro turno de Doria na eleição municipal ao bancar sua candidatura, a despeito das críticas de caciques tucanos.

Perillo, porém, costuma elogiar Doria e prever um futuro promissor a ele na política. Vem ponderando, contudo, que ele tem de avaliar o desgaste de deixar a prefeitura no início do mandato.

O governador goiano, porém, mostra confiança da permanência de Doria no PSDB, caso não veja seu projeto presidencial garantido.

Perillo considera "página virada" o racha na bancada do PSDB na Câmara em relação à denúncia contra Michel Temer e em relação ao apoio do partido a seu governo.

As informações são de reportagem de Thais Bilenky na Folha de S.Paulo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247