Perillo se diz feliz para ir à luta e sinaliza reeleição

Governador evita falar diretamente sobre 2014, mas em entrevista ao jornalista Renato Dias, do Diário da Manhã, deixo sinais de que vai mesmo disputar o governo de novo. Perillo afirma que agora é arregaçar as mangas e cumprir as promessas e que está com a alma leve e tranquila. Por fim manda o recado: "nunca estive tão feliz e animado para ir à luta como estou hoje"

Perillo se diz feliz para ir à luta e sinaliza reeleição
Perillo se diz feliz para ir à luta e sinaliza reeleição (Foto: Lailson Damasio)

Goiás 247_ O jornal Diário da Manhã traz em sua edição desta segunda-feira entrevista com o governador Marconi Perillo realizada pelo jornalista Renato Dias. Ele conseguiu falar com o tucano no domingo em evento na Assembleia Legislativa que homologou o novo diretório do PSDB.

Na entrevista, Perillo diz que 2013 e 2014 serão tempos de prosperidade e disse que todos os municípios serão beneficiados pelo governo estadual. O governador faz elogios a alguns aliados e evita falar diretamente de reeleição. Mas, confessa ao jornalista Renato Dias estar de alma leve e deixa transparecer que vai mesmo para a eleição de 2014: "Mas nunca estive tão feliz e animado para ir à luta como estou hoje".

Veja a reportagem do DM abaixo na íntegra:
 

Diário da Manhã

Renato Dias

Marconi nega ‘crise’ e admite reeleição

Governador recorda-se do assassinato de Ismael Silva de Jesus, em 1972, referenda nome de Vilmar Rocha, afaga vice José Eliton, defende unidade com Jovair Arantes e Roberto Balestra e ironiza suposto ‘coronelismo’ no PMDB

Com um brilho nos olhos, como definiu o presidente reeleito do PSDB Estadual, Paulo Silva de Jesus, o governador do Estado, Marconi Perillo (PSDB), negou a existência de nova crise política, não descartou disputar a reeleição em 2014, referendou o nome de Vilmar Rocha (PSDB) como opção ao Senado e anunciou 2013 e 2014 como “tempos de prosperidade”. “Não adianta as aves agourentas tentarem impedir”, atacou. Ele participou, ontem, na Assembleia Legislativa, da convenção que homologou o novo diretório da legenda.

Usando uma calça azul e uma camiseta esportiva de cor azul claro, o líder tucano lembrou que é o único político em atividade no Brasil que ganhou quatro eleições majoritárias consecutivas – três para o governo do Estado e uma ao Senado. Mais: o dirigente afirma que estaria muito animado após realizar, em 2011, o ajuste fiscal e equilibrar as contas públicas, elaborar o planejamento de gestão e de ações em 2012 e que, em 2013, montará um canteiro de obras nos 246 municípios de Goiás. “Não ficará sequer um município sem ações do governo.”

Marconi Perillo afagou o vice-governador do Estado, José Eliton, que desligou-se do DEM. “Absolutamente leal ao projeto político para qual foi eleito”, disparou. Mais: deu sinais claros de que quer Vilmar Rocha na disputa ao Senado. “Deixou seu mandato na Câmara dos Deputados para atuar na condução do Estado e ajudar a viabilizar grandes projetos”, destaca. Ele referiu-se a Jovair Arantes, presidente do PTB, e a Roberto Balestra, que comanda o PP em Goiás, como “artífices da base aliada e esteios, não só em Brasília, da governabilidade”.

Até o senador Wilder Morais (DEM) foi mencionado em seu discurso. “Um companheiro inestimável”, aponta. Da tribuna, defendeu a reeleição do advogado Paulo Silva de Jesus à presidência do PSDB em Goiás. “É um operário a serviço do PSDB, desde a sua fundação”, elogia. Ele lembrou do passado político de Paulo Silva à época da ditadura civil e militar (1964-1985). “O seu irmão, Ismael Silva de Jesus, morreu sob torturas, em 1972, durante o regime civil e militar”, frisa. Não é cacique, é militante, referiu-se ao dirigente reeleito.

Bem-humorado, Marconi Perillo diz estar animado para administrar o Estado por mais dois anos. Ele anunciou edições do Governo Itinerante – Um Governo Junto de Você – 0em Aparecida de Goiânia e no município de Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal. Para entregar obras e serviços. “Não tenho preguiça, gosto de trabalhar”, discursou, de improviso. Vamos acelerar o passo, revela. Segundo ele, a Casa Verde investirá R$ 13 bilhões e 500 milhões em obras rodoviárias. O programa estatal será dividido em quatro ações, explica.
“Primeiro, manutenção e conservação de 20 mil quilômetros. Segundo, reconstrução da malha com 2.200 quilômetros.

Terceiro, a conclusão de rodovias até então inacabadas. Por último, duplicações de estradas e abertura e término de contornos”, adianta. Ele prometeu entregar, no ano que vem, em Anápolis, o aeroporto de cargas. A obra estaria avaliada em R$ 170 milhões. Para Goiânia, o tucano informa que o Estado construirá três viadutos. O inquilino da Casa Verde relatou sobre a reforma na Rodovia dos Romeiros, em Trindade.

Apesar dos números negativos na área de segurança pública, Marconi Perillo prometeu reduzir os índices de criminalidade no Estado. Segundo ele, as unidades estaduais de saúde geridas por Organizações Sociais teriam mudado a qualidade dos serviços prestados à população “visivelmente”. Além dos programas Renda Cidadã, Bolsa Universitária e Cheque Moradia, prometeu incrementar o Bolsa Futuro. “O meu compromisso que agora renovo é o de cumprir as promessas e terminar bem o governo”, registrou, emocionado.

2014

Pragmático, o governador não quer antecipar o debate eleitoral no Estado. “Eleição somente em 2014: agora é arregaçar as mangas”, atira. “Mas nunca estive tão feliz e animado para ir à luta como estou hoje”, dispara. Em um claro tom de resposta aos seus adversários políticos, Marconi Perillo garante estar com “ a alma leve e a consciência tranquila”. “Não será por causa da tristeza de nossos adversários que ficaremos tristes”, alfinetou PMDB & PT. Trezentas pessoas participaram, ontem, do fórum estadual do PSDB, calculou a organização do encontro.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247