Peritos da Força Nacional trabalharão em Sergipe

Durante 180 dias, peritos do Departamento da Força Nacional atuarão em ações de micro comparação balística e teste de eficiência em arma de fogo e outras atividades de Perícia Forense em Sergipe; trabalho faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, do governo Federal, e atende um pedido do governador Jackson Barreto ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso

Durante 180 dias, peritos do Departamento da Força Nacional atuarão em ações de micro comparação balística e teste de eficiência em arma de fogo e outras atividades de Perícia Forense em Sergipe; trabalho faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, do governo Federal, e atende um pedido do governador Jackson Barreto ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso
Durante 180 dias, peritos do Departamento da Força Nacional atuarão em ações de micro comparação balística e teste de eficiência em arma de fogo e outras atividades de Perícia Forense em Sergipe; trabalho faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, do governo Federal, e atende um pedido do governador Jackson Barreto ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso (Foto: Valter Lima)

Sergipe 247 - Durante 180 dias, peritos do Departamento da Força Nacional atuarão em ações de micro comparação balística e teste de eficiência em arma de fogo e outras atividades de Perícia Forense em Sergipe. O trabalho faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, do governo Federal, e atende um pedido do governador Jackson Barreto ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso.

A operação terá apoio logístico da Coordenaria Geral de Perícia da SSP/SE, nos termos do convênio de cooperação firmado entre as partes. A Força Nacional terá acesso aos sistemas de informações e ocorrências no âmbito da segurança pública, durante a vigência da portaria. O número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça obedecerá ao planejamento definido pela SSP/SE e o governo Federal. 

Segundo o coordenador geral de perícias de Sergipe, Adelino Lisboa, a ação da Força Nacional é indispensável para que o Programa Brasil Mais Seguro no estado seja instalado com eficiência. “As polícias sergipanas apreendem muitas armas. Há uma lei estadual que gratifica os policiais. A chegada de equipamentos modernos e a técnica dos peritos da Força Nacional serão indispensáveis para a diminuição das taxas de homicídios em Sergipe”, avaliou Adelino Lisboa.  

No último domingo, 25, o Governo de Sergipe realizou concurso público para a Coordenadoria Geral de Perícias da SSP/SE. A seleção faz parte da matriz de responsabilidade assinada entre o governo do Estado com a Senasp/MJ, por conta da implantação do Programa Brasil Mais Seguro.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247