Pernambuco corta R$ 2 bilhões em investimentos

Governo de Pernambuco deverá seguir a esfera federal no que diz respeito ao corte de gastos; previsão é que os investimentos ao longo de 2015 cheguem a R$ 1 bilhão, bem abaixo dos R$ 3 bilhões previstos inicialmente; razão para a o corte, segundo o secretário da Fazenda, Márcio Stefanni Monteiro, resulta do baixo crescimento da economia nacional, de apenas 0,1%

Governo de Pernambuco deverá seguir a esfera federal no que diz respeito ao corte de gastos; previsão é que os investimentos ao longo de 2015 cheguem a R$ 1 bilhão, bem abaixo dos R$ 3 bilhões previstos inicialmente; razão para a o corte, segundo o secretário da Fazenda, Márcio Stefanni Monteiro, resulta do baixo crescimento da economia nacional, de apenas 0,1%
Governo de Pernambuco deverá seguir a esfera federal no que diz respeito ao corte de gastos; previsão é que os investimentos ao longo de 2015 cheguem a R$ 1 bilhão, bem abaixo dos R$ 3 bilhões previstos inicialmente; razão para a o corte, segundo o secretário da Fazenda, Márcio Stefanni Monteiro, resulta do baixo crescimento da economia nacional, de apenas 0,1% (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O Governo de Pernambuco deverá seguir o Governo Federal no que diz respeito ao corte de gastos. A previsão é que os investimentos ao longo de 2015 cheguem a R$ 1 bilhão, bem abaixo dos R$ 3 bilhões previstos inicialmente. A razão para a o corte, segundo o secretario da Fazenda Márcio Stefanni Monteiro, resulta do baixo crescimento da economia nacional que cresceu apenas 0,1%.

Stefanni disse, ainda, que o volume de investimentos no Estado também foi afetado pela não autorização por parte da União para que estados e municípios possam contrair novos empréstimos, o que vinha garantido o nível de investimentos em Pernambuco nos últimos anos.

"Para se ter uma ideia, de 2013 para 2014 houve uma redução superior a R$ 1 bilhão nos financiamentos, visto que deixamos de receber$ 2,9 bilhões para contar com apenas R$ 1,8 bilhão", explicou. Ainda segundo Stefanni, no mesmo período a União reduziu as transferências de capital de R$ 899,2 milhões para R$ 479,9 milhões, uma queda de 46,6%.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247