Perrella terá que depor sobre voo dos 400 kg de pó

Filho do senador Zezé Perrella, ex-presidente do Cruzeiro, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) será intimado a dar explicações nos próximos dias à PF sobre a apreensão de 450 quilos de cocaína num helicóptero que pertence à sua empresa, a Limeira Agropecuária; também prestarão depoimentos outros sócios da empresa: Carolina Perrella e André Almeida Costa, irmã e primo do deputado, respectivamente

www.brasil247.com - Filho do senador Zezé Perrella, ex-presidente do Cruzeiro, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) será intimado a dar explicações nos próximos dias à PF sobre a apreensão de 450 quilos de cocaína num helicóptero que pertence à sua empresa, a Limeira Agropecuária; também prestarão depoimentos outros sócios da empresa: Carolina Perrella e André Almeida Costa, irmã e primo do deputado, respectivamente
Filho do senador Zezé Perrella, ex-presidente do Cruzeiro, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) será intimado a dar explicações nos próximos dias à PF sobre a apreensão de 450 quilos de cocaína num helicóptero que pertence à sua empresa, a Limeira Agropecuária; também prestarão depoimentos outros sócios da empresa: Carolina Perrella e André Almeida Costa, irmã e primo do deputado, respectivamente (Foto: Leonardo Lucena)


Minas 247 – Filho do senador Zezé Perrella, que também é ex-presidente do Cruzeiro, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD-MG) terá de prestar depoimento à Polícia Federal nos próximos dias, para dar explicações sobre a apreensão de 450 quilos de cocaína num helicóptero que pertence à sua empresa, a Limeira Agropecuária. A apreensão ocorreu na cidade de Afonso Cláudio, no Espírito Santo.

Além de Gustavo, prestarão depoimentos sua irmã, Carolina Perrella, e o seu primo André Almeida Costa. Ambos, assim como Gustavo, são sócios da empresa que tem propriedade sobre o helicóptero. Foram presos o piloto da aeronave, Rogério Almeida Antunes, o co-piloto Alexandre José Oliveira Júnior, e outras duas empresas que não tiveram suas identidades reveladas pela PF.

Nicácio Tiradentes, advogado de Antunes alega que o seu cliente achava que seriam transportados insumos agrícolas no helicóptero e não sabia cocaína. Tiradentes ainda acusou o deputado Gustavo Perrella de "mentiroso" (leia mais aqui).

Por sua vez, o próprio deputado disse que sabia que o helicóptero seria usado para transportar drogas. O parlamentar afirma, ainda, que não tinha conhecimento sobre o uso da aeronave, configurando, portanto, apropriação indevido da aeronave (leia mais aqui).

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247