Pesquisas põem em dúvida candidatura de Aécio ao Senado

Alvo de investigações, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) não está certo de sua candidatura ao Senado em 2018, de acordo com informações publicadas pela coluna Expresso; no ano passado, o tucano disse que seria candidato ao Senado e afirmou, ainda, que uma candidatura à Câmara dos Deputados seria uma confissão de culpa; mas o parlamentar, megadelatado na Operação Lava Jato, pode mudar seu rumo diante do derretimento de sua imagem

Brasília - Senador Aécio Neves fala à imprensa após audiência com o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto (Wilson Dias/Agência Brasil)
Brasília - Senador Aécio Neves fala à imprensa após audiência com o presidente Michel Temer no Palácio do Planalto (Wilson Dias/Agência Brasil) (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - Alvo de investigações, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) não está certo de sua candidatura ao Senado em 2018, de acordo com informações publicadas nesta segunda-feira (29) pela coluna Expresso.

O tucano disse que seria candidato ao Senado em 2018 e afirmou, ainda, que uma candidatura à Câmara dos Deputados seria uma confissão de culpa. Mas o parlamentar pode mudar seu rumo diante de derretimento de sua imagem.

Além de ser megadelatado na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o tucano foi alvo da delação da JBS, em maio do ano passado. Aécio foi gravado pedindo R$ 2 milhões ao dono da JBS, Joesley Batista, para supostamente pagar advogados, segundo co colunista Lauro Jardim. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB. Segundo a PF, que filmou a cena, o dinheiro foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PMDB-MG).

O tucano tratou a propina como venda de apartamento. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247