PF apreende 52,1 Kg de pasta base de cocaína

Agentes da Polícia Federal em Pernambuco realizaram a apreensão de 52,1 quilos de pasta base de cocaína; o volume, suficiente para produzir 156 quilos de crack, equivalente a 625 mil pedras de crack, é considerada a maior apreensão do ano até o momento; o caminhoneiro responsável pelo transporte do entorpecente, Lauro José Schutz, 50 anos, foi preso durante a operação; de acordo com a PF, até este domingo (20) haviam sido retirados de circulação 132,1Kg de pasta base de cocaína, 79,5kg de maconha e 17,1Kg de cocaína pura, e doze pessoas teriam sido presas por envolvimento com o narcotráfico

Agentes da Polícia Federal em Pernambuco realizaram a apreensão de 52,1 quilos de pasta base de cocaína; o volume, suficiente para produzir 156 quilos de crack, equivalente a 625 mil pedras de crack, é considerada a maior apreensão do ano até o momento; o caminhoneiro responsável pelo transporte do entorpecente, Lauro José Schutz, 50 anos, foi preso durante a operação; de acordo com a PF, até este domingo (20) haviam sido retirados de circulação 132,1Kg de pasta base de cocaína, 79,5kg de maconha e 17,1Kg de cocaína pura, e doze pessoas teriam sido presas por envolvimento com o narcotráfico
Agentes da Polícia Federal em Pernambuco realizaram a apreensão de 52,1 quilos de pasta base de cocaína; o volume, suficiente para produzir 156 quilos de crack, equivalente a 625 mil pedras de crack, é considerada a maior apreensão do ano até o momento; o caminhoneiro responsável pelo transporte do entorpecente, Lauro José Schutz, 50 anos, foi preso durante a operação; de acordo com a PF, até este domingo (20) haviam sido retirados de circulação 132,1Kg de pasta base de cocaína, 79,5kg de maconha e 17,1Kg de cocaína pura, e doze pessoas teriam sido presas por envolvimento com o narcotráfico (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Agentes da Polícia Federal em Pernambuco realizaram a apreensão de 52,1 quilos de pasta base de cocaína. O volume, suficiente para produzir 156 quilos de crack, equivalente a 625 mil pedras de crack, é considerada a maior apreensão do ano até o momento. O caminhoneiro responsável pelo transporte do entorpecente, Lauro José Schutz, 50 anos, foi preso durante a operação.

As investigações realizadas por agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) apontavam que a droga seria levada de Várzea Grande(MT), com destino ao Recife. A PF montou um esquema envolvendo várias equipes que se posicionaram nos principais pontos de acesso da capital pernambucana. A carreta que transportava a droga foi identificada no posto fiscal do município de Xexéu. Com o auxílio de um cão farejador, o entorpecente foi encontrado embaixo do assento do motorista. O suspeito foi preso em flagrante e autuado por tráfico interestadual de entorpecentes. Caso seja condenado, poderá pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão.

Em seu depoimento, Schutz informou que foi abordado por dois homens quando carregava o caminhão com sacolas plásticas que seriam entregues em uma fábrica pernambucana. Os desconhecidos teriam oferecido R$ 30 mil para que o transporte da droga fosse realizado. No momento da prisão, Schutz estava acompanhado da esposa e dois filhos, com 1 e 3 anos de idade, respectivamente. De acordo com a PF, até este domingo (20) haviam sido retirados de circulação 132,1Kg de pasta base de cocaína, 79,5kg de maconha e 17,1Kg de cocaína pura, e doze pessoas teriam sido presas por envolvimento com o narcotráfico.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247