PF faz busca e apreensão em casa de deputado e ex-senador

A Operação Catilinárias, deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal, cumpre mandatos de busca e apreensão no Ceará em decorrência das investigações da Operação Lava Jato. Na manhã desta terça-feira (15), estão sendo realizadas ações nas residências do deputado Aníbal Gomes (PMDB) e do ex-presidente da Transporto, Sérgio Machado

A Operação Catilinárias, deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal, cumpre mandatos de busca e apreensão no Ceará em decorrência das investigações da Operação Lava Jato. Na manhã desta terça-feira (15), estão sendo realizadas ações nas residências do deputado Aníbal Gomes (PMDB) e do ex-presidente da Transporto, Sérgio Machado
A Operação Catilinárias, deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal, cumpre mandatos de busca e apreensão no Ceará em decorrência das investigações da Operação Lava Jato. Na manhã desta terça-feira (15), estão sendo realizadas ações nas residências do deputado Aníbal Gomes (PMDB) e do ex-presidente da Transporto, Sérgio Machado (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 - As operações de busca e apreensão que vêm sendo realizadas pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (15), como parte das investigações da Operação Lava Jato, estão tendo desdobramentos também no Ceará. A ação da PF atinge o deputado Aníbal Gomes (PMDB) e o ex-presidente da Transporto, Sérgio Machado.

Aníbal é apontado como interlocutor do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nos desvios da Petrobras, do senador e ex-ministro Edison Lobão (PMDB-MA), que é investigado no Supremo Tribunal Federal pela Lava Jato, do cearense Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro. 

Operação Catilinárias

A operação deflagrada pela PF, em conjunto com o Ministério Público Federal, cumpre 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, referentes a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato. A finalidade é evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados. 

(Com informações do jornal O Povo)

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email