PF faz operação contra compra de votos

A Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão para apurar suposta compra de votos pelo ex-prefeito de Canapi, José Hermes, ainda na eleição de 2008; cerca de 40 homens participaram da operação no interior e em Maceió

A Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão para apurar suposta compra de votos pelo ex-prefeito de Canapi, José Hermes, ainda na eleição de 2008; cerca de 40 homens participaram da operação no interior e em Maceió
A Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão para apurar suposta compra de votos pelo ex-prefeito de Canapi, José Hermes, ainda na eleição de 2008; cerca de 40 homens participaram da operação no interior e em Maceió (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - A Superintendência da Polícia Federal (PF) em Alagoas cumpriu, nesta quarta-feira (10), nove mandados de busca e apreensão em operação denominada 'Escudo'. A investigação apura a suposta compra de votos pelo ex-prefeito de Canapi, José Hermes, na eleição de 2008. Além de na cidade do Sertão alagoano, a ação aconteceu também em Maceió, na residência do ex-gestor e de pessoas ligadas a ele.

Segundo o delegado responsável, Marcos Antônio, ao todo, foram sete mandados em Canapi e dois na capital, cumpridos na casa do então prefeito, de servidores públicos e de pessoas que trabalharam na campanha. Em algumas delas, foram apreendidos documentos que possam comprovar o crime eleitoral, a exemplo de listas contendo vários nomes, além de vários títulos de eleitor.

A documentação ainda será analisada pela polícia a fim de atestar a denúncia recebida pela Procuradoria Regional Eleitoral. "A denúncia foi feita pelo site e o Ministério Público Eleitoral requisitou um inquérito. De lá para cá, estamos investigando e até já ouvimos os envolvidos. Vamos ver se as provas encontradas são no sentido da denúncia ou se são insuficientes para tal", disse.

Cerca de 40 homens da PF participaram da operação nos dois municípios alagoanos. O objetivo é saber se realmente houve o recrutamento de eleitores em favor do então candidato à prefeitura. O delegado acrescentou, ainda, que já foram constatadas grandes movimentações financeiras, em quantias incompatíveis, em contas bancárias dos envolvidos.

Marcos Antônio afirmou também que todos os suspeitos, em especial José Hermes, negam qualquer participação em crime eleitoral, ressaltando, contudo, que podem ser ouvidos novamente. "Dependendo do estudo desses documentos, veremos se eles vão ser arguidos de novo e se serão indiciados ou não pela distribuição de valores em dinheiro em troca de votos", destacou o responsável pelo caso.

O ex-prefeito José Hermes não foi localizado para falar sobre a denúncia.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247