PF faz operação contra fraude em compra de medicamentos

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou a Operação Black List para apurar fraudes em licitações na compra de medicamentos envolvendo a prefeitura de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife; estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão cumpridos nas cidades de Camaragibe, Recife e Carpina; casa do prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre Soares da Silva (PSDB), está entre os imóveis visitados pela polícia; estima-se que o desvio e as fraudes tenham movimentado cerca de R$ 100 milhões

A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou a Operação Black List para apurar fraudes em licitações na compra de medicamentos envolvendo a prefeitura de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife; estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão cumpridos nas cidades de Camaragibe, Recife e Carpina; casa do prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre Soares da Silva (PSDB), está entre os imóveis visitados pela polícia; estima-se que o desvio e as fraudes tenham movimentado cerca de R$ 100 milhões
A Polícia Federal em Pernambuco deflagrou a Operação Black List para apurar fraudes em licitações na compra de medicamentos envolvendo a prefeitura de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife; estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão cumpridos nas cidades de Camaragibe, Recife e Carpina; casa do prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre Soares da Silva (PSDB), está entre os imóveis visitados pela polícia; estima-se que o desvio e as fraudes tenham movimentado cerca de R$ 100 milhões (Foto: Paulo Emílio)

Sumaia Villela, correspondente da Agência Brasil - Uma fraude em licitações na compra de medicamentos envolvendo a prefeitura de Camaragibe, região metropolitana do Recife, é alvo da Operação Black List, deflagrada pela Polícia Federal (PF) hoje (05). Estima-se que o desvio envolve cerca de R$ 100 milhões.

São 21 mandados de busca e apreensão cumpridos nas cidades de Camaragibe, Recife e Carpina. A casa do prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre Soares da Silva (PSDB), está entre os imóveis visitados pela polícia. No Recife, os alvos seriam empresas que comercializam medicamentos.

O processo corre em segredo de Justiça no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5). A Polícia Federal foi desautorizada pelo tribunal a passar qualquer detalhe da operação Black List. Já a prefeitura de Camaragibe informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai se pronunciar somente à tarde, através de nota.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247