PF faz operação contra grupo suspeito de pirâmide financeira no TO

A Polícia Federal iniciou uma operação contra um grupo que praticava crimes contra o sistema financeiro em Palmas, entre eles a prática da pirâmide financeira; são 40 policiais cumprindo 11 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva e 1 mandado de prisão preventiva, decretados pela Justiça Federal; segundo as investigações, a empresa Aliança Online, que tem sede em Palmas e atuava em todo o País pela internet, captou cerca de R$ 226 milhões, entre dezembro de 2015 e abril de 2016, prometendo ganhos de até 200% dos investimentos

A Polícia Federal iniciou uma operação contra um grupo que praticava crimes contra o sistema financeiro em Palmas, entre eles a prática da pirâmide financeira; são 40 policiais cumprindo 11 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva e 1 mandado de prisão preventiva, decretados pela Justiça Federal; segundo as investigações, a empresa Aliança Online, que tem sede em Palmas e atuava em todo o País pela internet, captou cerca de R$ 226 milhões, entre dezembro de 2015 e abril de 2016, prometendo ganhos de até 200% dos investimentos
A Polícia Federal iniciou uma operação contra um grupo que praticava crimes contra o sistema financeiro em Palmas, entre eles a prática da pirâmide financeira; são 40 policiais cumprindo 11 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva e 1 mandado de prisão preventiva, decretados pela Justiça Federal; segundo as investigações, a empresa Aliança Online, que tem sede em Palmas e atuava em todo o País pela internet, captou cerca de R$ 226 milhões, entre dezembro de 2015 e abril de 2016, prometendo ganhos de até 200% dos investimentos (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - A Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (11) uma operação contra um grupo que praticava crimes contra o sistema financeiro em Palmas, entre eles a prática da pirâmide financeira. São 40 policiais cumprindo 11 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva e 1 mandado de prisão preventiva, decretados pela Justiça Federal. Segundo as investigações, a empresa Aliança Online, que tem sede em Palmas e atuava em todo o País pela internet, captou cerca de R$ 226 milhões, entre dezembro de 2015 e abril de 2016, prometendo ganhos de até 200% dos investimentos.

Em maio deste ano, a Justiça bloqueou cerca de R$ 300 milhões da empresa. Depois, um grupo de 70 pessoas invadiu uma loja de eletrodomésticos ligada ao esquema e saqueou vários eletrodomésticos.

A empresa captava recursos financeiros de terceiros, sem autorização legal, atraindo investidores sob a promessa de "ganhar dinheiro fácil". O grupo é investigado por crimes contra o sistema financeiro, contra a economia popular, contra a ordem tributária, e de estelionato, entre outros.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247