PF mira Odebrecht em ação na Arena Pernambuco

Empreiteira investigada na Lava Jato é alvo agora da Operação Fair Play, deflagrada nesta manhã pela Polícia Federal para apurar suspeitas de superfaturamento de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco, estádio da Copa do Mundo; estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão no Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo, além de buscas em escritórios da empresa em vários estados

Empreiteira investigada na Lava Jato é alvo agora da Operação Fair Play, deflagrada nesta manhã pela Polícia Federal para apurar suspeitas de superfaturamento de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco, estádio da Copa do Mundo; estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão no Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo, além de buscas em escritórios da empresa em vários estados
Empreiteira investigada na Lava Jato é alvo agora da Operação Fair Play, deflagrada nesta manhã pela Polícia Federal para apurar suspeitas de superfaturamento de R$ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco, estádio da Copa do Mundo; estão sendo cumpridos dez mandados de busca e apreensão no Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo, além de buscas em escritórios da empresa em vários estados (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (14) a Operação Fair Play. O objetivo é apurar suspeitas de superfaturamento da ordem de $ 42,8 milhões na construção da Arena Pernambuco, localizada em São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife, um dos estádios da Copa do Mundo.

A Odebrecht, que já é investigada na Operação Lava Jato, e cujo presidente, Marcelo Odebrecht, está preso desde junho, é alvo desta ação.

Agentes federais estão cumprindo dez mandados de busca e apreensão no Recife, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo. Os policiais também estão realizando buscas na sede do Comitê de Gestão Público-privada de Pernambuco e em escritórios da Odebrecht em diversos estados. O inquérito da Polícia Federal foi instaurado em julho do ano passado. 

Segundo a PF, as investigações vão buscar identificar possíveis fraudes na concorrência internacional realizada em fevereiro de 2010, além de apurar suspeitas de superfaturamento firmado entre o Governo de Pernambuco e a Arena Pernambuco Negócios e Investimentos S/A, formada pela Odebrecht Investimentos em Infraestrutura Ltda e Odebrecht Serviços de Engenharia e Construção S/A. O contrato foi celebrado em junho de 2010. A Odebrecht disse que irá colaborar com as investigações.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email