PF rastreia dinheiro deixado no aeroporto

Investigação também apura a que se destinavam valores correspondentes a R$ 1,36 milhão encontrados em carro estacionado no Santa Genoveva, em Goiânia; parte dos R$ 95 mil e dos US$ 507 mil tinham a marca da Caixa Econômica Federal, que vai auxiliar no caso; o carro, um Fiat Strada, estava registrado com documentos falsos

Investigação também apura a que se destinavam valores correspondentes a R$ 1,36 milhão encontrados em carro estacionado no Santa Genoveva, em Goiânia; parte dos R$ 95 mil e dos US$ 507 mil tinham a marca da Caixa Econômica Federal, que vai auxiliar no caso; o carro, um Fiat Strada, estava registrado com documentos falsos
Investigação também apura a que se destinavam valores correspondentes a R$ 1,36 milhão encontrados em carro estacionado no Santa Genoveva, em Goiânia; parte dos R$ 95 mil e dos US$ 507 mil tinham a marca da Caixa Econômica Federal, que vai auxiliar no caso; o carro, um Fiat Strada, estava registrado com documentos falsos (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) investiga a origem e a que se destinavam valores correspondentes a R$ 1,36 milhão encontrados em um carro estacionado no Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, na madrugada da terça-feira (4). O dinheiro foi encontrado em uma bolsa azul – uma parte em reais (R$ 95 mil) e outra em dólares (US$ 507 mil) – pela Política Militar e repassado para investigação à PF.

Alguns pacotes de dinheiro tinham a marca da Caixa. O banco informou, por meio da assessoria, que vai apurar o caso e colaborar com a PF.

De acordo com a polícia, o carro estava registrado com documentos falsos. A PF tem várias linhas de investigação sobre o caso, como evasão de divisas ou a possibilidade de uso do dinheiro para compra de votos. A PF também está verificando se o dinheiro teve origem em assalto ou se a parte em reais foi obtida em arrombamento de caixa eletrônico.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email