PF vai participar da operação lei seca

A participação da Polícia Federal na Operação Lei Seca, em Alagoas,ficou definida após uma reunião entre os dirigentes do Departamento Estadual de Trânsito(Detran/AL),do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), Maurício Breda, e do superintendente da PF em Alagoas; aos federais caberá buscar armas e drogas nas abordagens realizadas na capital e no interior do estado

A participação da Polícia Federal na Operação Lei Seca, em Alagoas,ficou definida após uma reunião entre os dirigentes do Departamento Estadual de Trânsito(Detran/AL),do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), Maurício Breda, e do superintendente da PF em Alagoas; aos federais caberá buscar armas e drogas nas abordagens realizadas na capital e no interior do estado
A participação da Polícia Federal na Operação Lei Seca, em Alagoas,ficou definida após uma reunião entre os dirigentes do Departamento Estadual de Trânsito(Detran/AL),do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), Maurício Breda, e do superintendente da PF em Alagoas; aos federais caberá buscar armas e drogas nas abordagens realizadas na capital e no interior do estado (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - O governo de Alagoas anunciou, nesta sexta-feira (15), por meio do portal Agência Alagoas, que a Polícia Federal (PF) vai participar de operações da Lei Seca no estado a partir de agora. Conforme a publicação, caberá à PF buscar armas e drogas nas abordagens realizadas na capital e no interior do estado.

A primeira participação da PF na Operação Lei Seca está prevista para acontecer nesta sexta-feira. Por questões estratégicas, o governo não informou à imprensa o ponto onde será realizada a blitz, que deve acontecer em Maceió.

De acordo com o portal do governo, a participação da PF na Operação Lei Seca ficou definida após uma reunião propositiva entre o presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), Antônio Carlos Gouveia; o presidente do Conselho Estadual de Segurança Pública (Conseg), Maurício Breda, e o superintendente da PF em Alagoas, André Costa.

“Se a estrutura da Operação Lei Seca já estava consolidada no nosso estado e com resultados exitosos, agora, com a presença da Polícia Federal, terá a credibilidade reforçada e um apoio técnico de qualidade”, comentou o presidente do Detran.

Com gazetaweb.com

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247