Piauí recebe R$ 30 mi para sistema carcerário

O governo do Piauí conseguiu junto ao governo federal a liberação de R$ 30 milhões provenientes do Fundo Penitenciário Nacional, com o objetivo de priorizar a ampliação de vagas dentro do sistema prisional e acabar com a superlotação nos presídios do Piauí; “São recursos significativos e o nosso objetivo será priorizar a ampliação de vagas dentro sistema prisional atacando o nosso maior problema que diz respeito exatamente a superpopulação carcerária que temos”, afirmou o secretário de estado de justiça Daniel Oliveira 

O governo do Piauí conseguiu junto ao governo federal a liberação de R$ 30 milhões provenientes do Fundo Penitenciário Nacional, com o objetivo de priorizar a ampliação de vagas dentro do sistema prisional e acabar com a superlotação nos presídios do Piauí; “São recursos significativos e o nosso objetivo será priorizar a ampliação de vagas dentro sistema prisional atacando o nosso maior problema que diz respeito exatamente a superpopulação carcerária que temos”, afirmou o secretário de estado de justiça Daniel Oliveira 
O governo do Piauí conseguiu junto ao governo federal a liberação de R$ 30 milhões provenientes do Fundo Penitenciário Nacional, com o objetivo de priorizar a ampliação de vagas dentro do sistema prisional e acabar com a superlotação nos presídios do Piauí; “São recursos significativos e o nosso objetivo será priorizar a ampliação de vagas dentro sistema prisional atacando o nosso maior problema que diz respeito exatamente a superpopulação carcerária que temos”, afirmou o secretário de estado de justiça Daniel Oliveira  (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - O governo do Piauí conseguiu junto ao governo federal a liberação de R$ 30 milhões provenientes do Fundo Penitenciário Nacional, com o objetivo de priorizar a ampliação de vagas dentro do sistema prisional e acabar com a superlotação nos presídios do Piauí. “São recursos significativos e o nosso objetivo será priorizar a ampliação de vagas dentro sistema prisional atacando o nosso maior problema que diz respeito exatamente a superpopulação carcerária que temos”, afirmou o secretário de estado de justiça Daniel Oliveira ao Bom Dia PI.

De acordo com o titular da pasta, os investimentos preveem a construção de mais duas unidades prisionais, uma em Parnaíba e outra em Oeiras, ambas para o público masculino, que deverão disponibilizar 800 vagas.

O dirigente informou que as obras de duas unidades estão em andamento, uma em Campo Maior, que ofertará 160 vagas e outra em Altos, com oferta de 600 vagas. “Com essas duas obras em andamento, mais as duas que virão e com a retomada, esse ano, de outra antiga que é a Central de Triagem de Teresina, estamos com a perspectiva real de chegar 2018 zerando o déficit de superlotação da população carcerária do Piauí. Será um sistema mais moderno, mais humanizado e mais seguro”, acrescentou.

Também está prevista a instalação de uma série de equipamentos tecnológicos como raios x e scanners para acabar com a revista vexatória até 2018, além da aquisição de viaturas, munição não letal, novas armas e equipamentos de proteção individual para agentes penitenciários.

O secretário informou que o último certame do concurso público para agentes prisionais continua suspenso por decisão do Estado, mas que ainda neste mês a previsão é retomar.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247