Piauí reduz 48,5% dos casos de chikungunya

O Piauí notificou 675 casos de febre chikungunya, de janeiro até 31 de maio deste ano,  representando uma redução de 48,5 % em relação ao mesmo período de 2016, em que registrou 1.311 casos; a diminuição de casos também se mantém para a dengue, reduzindo de 4.016, de 2016, para 1.775 ,até a 21º semana epidemiológica de 2017, refletindo a queda de 55,8% até o momento; os dados são da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi)  

Mosquito Aedes aegypti em laboratório de Cali, na Colômbia. 02/02/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga
Mosquito Aedes aegypti em laboratório de Cali, na Colômbia. 02/02/2016 REUTERS/Jaime Saldarriaga (Foto: Leonardo Lucena)

Por Denise Nascimento

O Piauí notificou 675 casos de febre chikungunya, de janeiro até 31 de maio deste ano,  representando uma redução de 48,5 % em relação ao mesmo período de 2016, em que registrou 1.311 casos.

A diminuição de casos também se mantém para a dengue, reduzindo de 4.016, de 2016, para 1.775 ,até a 21º semana epidemiológica de 2017, refletindo a queda de 55,8% até o momento. Os dados são da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi).

De acordo com o boletim, em 2017, a notificação dos casos de dengue foi realizada por 89 municípios piauienses. Os municípios com maior incidência da doença por 100 mil habitantes são Nazaré do Piauí, Pedro II, Alto Longá, São José do Piauí e Arraial.

 Os casos de zika vírus foram 94 notificados e ocorreram em sete municípios. Dos 111 casos de microcefalia confirmados no Piauí, o estado possui apenas três casos relacionados ao zika vírus e mais seis estão em investigação.

Apesar da redução dos casos notificados de dengue, Estado, Municípios e a sociedade em geral devem continuar em alerta para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor dessas doenças.

Confira aqui o boletim.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247