Pilotos da Mercedes reconhecem Ferrari como uma ameaça

Falando a repórteres poucos dias depois de Sebastian Vettel conquistar a terceira vitória em 13 provas para a escuderia italiana em Cingapura, a dupla da Mercedes admitiu estar de olho na Ferrari; “Eles são uma ameaça e os levamos muito a sério”, afirmou Rosberg, que está em segundo no campeonato, 41 pontos atrás de Hamilton, mas agora só oito adiante de Vettel, faltando seis provas no calendário; Hamilton disse que jamais descartou a Ferrari; “Eles ameaçaram em vários momentos ao longo de toda a temporada”, disse o piloto inglês, que este ano só não finalizou a corrida em Cingapura

Ferrari Formula One driver Kimi Raikkonen of Finland drives his car during testing session at the Catalunya racetrack in Montmelo, near Barcelona February 20, 2015. REUTERS/Albert Gea (SPAIN - Tags: SPORT MOTORSPORT F1)
Ferrari Formula One driver Kimi Raikkonen of Finland drives his car during testing session at the Catalunya racetrack in Montmelo, near Barcelona February 20, 2015. REUTERS/Albert Gea (SPAIN - Tags: SPORT MOTORSPORT F1) (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Alan Baldwin

SUZUKA, Japão (Reuters) - Atual campeã da Fórmula 1, a Mercedes vê o ressurgimento da Ferrari como uma ameaça genuína, e desde o início da temporada, disseram nesta quinta-feira os pilotos Lewis Hamilton e Nico Rosberg durante os preparativos para o Grande Prêmio do Japão.

Falando a repórteres poucos dias depois de Sebastian Vettel conquistar a terceira vitória em 13 provas para a escuderia italiana em Cingapura, a dupla da Mercedes admitiu estar de olho na Ferrari.

“Eles são uma ameaça e os levamos muito a sério”, afirmou Rosberg, que está em segundo no campeonato, 41 pontos atrás de Hamilton, mas agora só oito adiante de Vettel, faltando seis provas no calendário.

Hamilton disse que jamais descartou a Ferrari. “Eles ameaçaram em vários momentos ao longo de toda a temporada”, disse o piloto inglês, que este ano só não finalizou a corrida em Cingapura.

“O quão seriamente eu a encaro (a ameaça representada pela Ferrari) não mudou desde a Malásia”, acrescentou o britânico, vencedor de sete provas este ano com 11 poles em 12 corridas até Cingapura, onde Vettel foi o mais rápido no sábado e no domingo.

“Para mim todos são uma ameaça, e eles (Ferrari) são desde a Malásia (em março). Desde então, sempre chamaram a atenção... estivemos cientes deles o ano todo”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247