Pimenta: ‘todos lembram dos avanços sociais no governo Lula’

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), voltou a manifestar a sua posição favorável à candidatura do ex-presidente Lula à presidência da República este ano; "O povo é Lula. Todos lembram os avanços sociais alcançados pela população mais carente durante os governos de Lula e do Partido dos Trabalhadores", disse ele

05/04/2017- Brasília- DF, Brasil- Deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira durante coletiva onde falou sobre o filme operação Lava-jato. Foto Lula Marques/AGPT
05/04/2017- Brasília- DF, Brasil- Deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira durante coletiva onde falou sobre o filme operação Lava-jato. Foto Lula Marques/AGPT (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 - O líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Pimenta (RS), voltou a manifestar a sua posição favorável à candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da República este ano.

"O povo é Lula. Todos lembram os avanços sociais alcançados pela população mais carente durante os governos de Lula e do Partido dos Trabalhadores. Estamos juntos com Lula para que a esperança em tempos melhores voltem e o povo tenha a oportunidade de melhorar de vida", escreveu o parlamentar em sua conta no Facebook.

O congressista e as bancadas de deputados federais e estaduais do PT no Rio Grande do Sul se reuniram na sexta-feira (12) com o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores. Durante entrevista coletiva após o encontro, Pimenta informou que os deputados entregaram ao desembargador um documento que manifesta a posição dos parlamentares (confira aqui a íntegra).

"Em primeiro lugar nós reafirmamos o que temos dito sobre as questões de mérito desse processo. Nós entendemos que o Brasil vive um momento muito delicado e que o ano de 2018 é um ano especial, uma encruzilhada histórica e nós estamos aqui para reafirmar a importância da democracia e do Estado Democrático de Direito", disse.

Condenado sem provas a nove anos e meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro no processo envolvendo o tripléx do Guarujá, o ex-presidente Lula tem tido várias manifestações de apoio em consequência da proximidade do seu julgamento em segunda instância, que acontece no próximo dia 24, no TRF4, com sede em Porto Alegre.

Uma das manifestações de apoio recentes ao ex-presidente foi uma carta publicada por 600 juristas em idiomas. Segundo o texto, "com cumplicidade de parte do Poder Judiciário, o Sistema de Justiça, não apenas em relação a Lula, mas especialmente em razão dele, tem sufocado o direito à ampla defesa, tratando-o de forma desigual e discriminatória e criado normas processuais de "exceção" contra ele e vários investigados e processados, típico 'lawfare', subordinado ao processo eleitoral" (leia mais aqui).

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247