Pimenta: um chefe de quadrilha não tem autoridade para chefiar um País

Em seu perfil no Twitter, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou a intervenção federal no Rio de Janeiro e pediu a renúncia de Michel Temer; "Um chefe de quadrilha não tem autoridade moral para chefiar um País, muito menos de coordenar uma ação necessária e urgente de combate ao crime organizado. Temer deveria renunciar imediatamente, permitir que as eleições fossem antecipadas e repactuar o Brasil com eleições gerais", escreveu o parlamentar

Em seu perfil no Twitter, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou a intervenção federal no Rio de Janeiro e pediu a renúncia de Michel Temer; "Um chefe de quadrilha não tem autoridade moral para chefiar um País, muito menos de coordenar uma ação necessária e urgente de combate ao crime organizado. Temer deveria renunciar imediatamente, permitir que as eleições fossem antecipadas e repactuar o Brasil com eleições gerais", escreveu o parlamentar
Em seu perfil no Twitter, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou a intervenção federal no Rio de Janeiro e pediu a renúncia de Michel Temer; "Um chefe de quadrilha não tem autoridade moral para chefiar um País, muito menos de coordenar uma ação necessária e urgente de combate ao crime organizado. Temer deveria renunciar imediatamente, permitir que as eleições fossem antecipadas e repactuar o Brasil com eleições gerais", escreveu o parlamentar (Foto: Charles Nisz)

Rio Grande do Sul 247 - Em seu perfil no Twitter, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou a intervenção federal no Rio de Janeiro e pediu a renúncia de Michel Temer.

"Um chefe de quadrilha não tem autoridade moral para chefiar um País, muito menos de coordenar uma ação necessária e urgente de combate ao crime organizado. Temer deveria renunciar imediatamente, permitir que as eleições fossem antecipadas e repactuar o Brasil com eleições gerais", escreveu o parlamentar na rede social.

Para Pimenta, Temer não tem autoridade para governar o país e somente eleições gerais antecipadas podem repactuar o país e garantir a estabilidade institucional necessária ao Brasil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247