Pimentel chama 'xerife' de SP para devassa em Minas

O governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel, pretende criar novos mecanismos de combate à corrupção no estado, que foi governado pelo PSDB e pelo grupo do senador Aécio Neves nos últimos doze anos; para isso, ele convidou o controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, para exercer função semelhante em Minas; 'xerife' do setor público, Spinelli teve autonomia total de Fernando Haddad e implodiu esquemas pesados como a máfia dos fiscais, que desviou R$ 500 milhões dos cofres municipais; Aécio na mira?

www.brasil247.com - O governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel, pretende criar novos mecanismos de combate à corrupção no estado, que foi governado pelo PSDB e pelo grupo do senador Aécio Neves nos últimos doze anos; para isso, ele convidou o controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, para exercer função semelhante em Minas; 'xerife' do setor público, Spinelli teve autonomia total de Fernando Haddad e implodiu esquemas pesados como a máfia dos fiscais, que desviou R$ 500 milhões dos cofres municipais; Aécio na mira?
O governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel, pretende criar novos mecanismos de combate à corrupção no estado, que foi governado pelo PSDB e pelo grupo do senador Aécio Neves nos últimos doze anos; para isso, ele convidou o controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, para exercer função semelhante em Minas; 'xerife' do setor público, Spinelli teve autonomia total de Fernando Haddad e implodiu esquemas pesados como a máfia dos fiscais, que desviou R$ 500 milhões dos cofres municipais; Aécio na mira? (Foto: Leonardo Attuch)


Minas 247 - O governo de Minas Gerais terá novos mecanismos de controle e combate à corrupção a partir da posse de Fernando Pimentel, do PT, em janeiro.

Para isso, ele convidou o controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, para exercer função semelhante em Minas. 'Xerife' do setor público, Spinelli teve autonomia total de Fernando Haddad e implodiu esquemas como a máfia dos fiscais, que desviou R$ 500 milhões dos cofres municipais. Leia, abaixo, informação antecipada pela colunista Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo:

ENDEREÇO CERTO

O controlador-geral do município de São Paulo, Mário Vinícius Spinelli, pode ser convidado para trabalhar com Fernando Pimentel, que em janeiro assume o governo de Minas Gerais no lugar do grupo do tucano Aécio Neves, que comandou o Estado por 12 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ENDEREÇO 2
A ideia já foi discutida na equipe de transição de governo de Pimentel. E também com integrantes do diretório nacional do PT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

RETROVISOR
Spinelli teria a missão de comandar a controladoria-geral do governo de Minas, repetindo lá o trabalho que fez em SP. No começo da gestão de Fernando Haddad, ele cruzou informações sobre o patrimônio de funcionários públicos. Acabou desmantelando uma máfia suspeita de desviar R$ 500 milhões, causando embaraços à equipe de Gilberto Kassab, antecessor de Haddad, e resvalando até em vereadores do PT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email