Pimentel é destaque pela assiduidade no Senado

O senador José Pimentel (PT-CE) foi o mais assíduo no Senado em 2017, ao lado dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF), segundo levantamento da revista Congresso em Foco. Os três parlamentares compareceram a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas. Ao longo de sete anos de mandato, o cearense também apresentou 695 proposições, sendo 263 apenas no ano passado

O senador José Pimentel (PT-CE) foi o mais assíduo no Senado em 2017, ao lado dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF), segundo levantamento da revista Congresso em Foco. Os três parlamentares compareceram a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas. Ao longo de sete anos de mandato, o cearense também apresentou 695 proposições, sendo 263 apenas no ano passado
O senador José Pimentel (PT-CE) foi o mais assíduo no Senado em 2017, ao lado dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF), segundo levantamento da revista Congresso em Foco. Os três parlamentares compareceram a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas. Ao longo de sete anos de mandato, o cearense também apresentou 695 proposições, sendo 263 apenas no ano passado (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - A assiduidade tem sido uma das marcas do senador José Pimentel (PT-CE) desde o início de seu mandato no Senado, em 2011. Esse compromisso de comparecer a todas as sessões se manteve em 2017. O senador foi o mais assíduo no ano passado, ao lado dos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF), segundo levantamento de assiduidade parlamentar realizado pela revista Congresso em Foco. Os três parlamentares compareceram a todas as sessões deliberativas ordinárias realizadas.

O empenho do senador no cumprimento de suas funções parlamentares também fica demonstrado na quantidade e diversidade de propostas apresentadas por Pimentel. Ao longo de sete anos de mandato, ele apresentou 695 proposições, sendo 263 apenas no ano passado.

Presença constante 

Na primeira metade de seu mandato, de 2011 a 2014, Pimentel obteve o primeiro lugar em assiduidade no Senado Federal. Segundo levantamento da revista Congresso em Foco, ele compareceu a 447 das 450 sessões realizadas na Casa. Das três ausências, uma ocorreu para integrar missão oficial, representando o Legislativo.

De 2015 a 2017, Pimentel teve quatro ausências, todas justificadas. Em 2017, o senador compareceu a todas as sessões ordinárias, repetindo os resultados de 2012 e 2013.

Propostas 

Desde o início do mandato, em 2011, Pimentel apresentou 24 projetos (cinco em 2017). Uma dessas proposições estabelece fonte permanente de recursos para a revitalização do rio São Francisco (PLS 369/2017). Numa tramitação recorde, recebeu apoio unânime dos senadores. 

De 2011 a 2017, o senador foi designado para relatar 434 projetos em tramitação no Senado (294 relatorias foram concluídas). No ano passado, vinte e um relatórios foram elaborados por Pimentel, favorecendo a população do Nordeste, promovendo melhorias para as camadas mais pobres e preservando recursos públicos.

A atuação de Pimentel também foi essencial para evitar a aprovação da reforma da Previdência do governo Temer. O senador lançou uma cartilha, explicando o passo-a-passo e quais os prejuízos para os trabalhadores rurais e urbanos, caso fosse aprovada. Também articulou com o senador Paulo Paim (PT-RS) o requerimento pela CPI da Previdência Social, que comprovou a inexistência de déficit.

O senador votou contra a reforma trabalhista, aprovada em julho pela base do governo Temer. E apresentou projeto de lei (PLS 472/2017) que recupera direitos subtraídos pela reforma. O senador integra o movimento de debate e resistência permanente contra a reforma trabalhista.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247