Pimentel minimiza críticas sobre protecionismo

"Protecionismo é um conceito utilizado pelos países desenvolvidos quando querem entrar nos mercados dos outros países. Nós já sabemos esse jogo. Isso não nos aterroriza", disse o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, negando que o governo do Brasil adote a prática protecionista para salvaguardar sua economia

Pimentel minimiza críticas sobre protecionismo
Pimentel minimiza críticas sobre protecionismo (Foto: Sérgio Lima)

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, negou hoje (8) que o governo do Brasil adote a prática protecionista para salvaguardar sua economia. Segundo ele, o conceito de protecionismo é utilizado pelos países desenvolvidos ao tentar avançar sobre os mercados externos. De acordo com o ministro, o Brasil respeita as regras e normas internacionais.

"Protecionismo é um conceito utilizado pelos países desenvolvidos quando querem entrar nos mercados dos outros países. Nós já sabemos esse jogo. Isso não nos aterroriza", disse o ministro, depois do almoço oferecido ao presidente do Egito,  Mouhamed Mursi, no Palácio Itamaraty.

Ao ser perguntado sobre as críticas, feitas principalmente pelas autoridades da França e do Reino Unido, relativas ao protecionismo, Pimentel rebateu. "As críticas ao Brasil são improcedentes. O Brasil nunca foi condenado na Organização Mundial do Comércio. É um dos países que mais seguem as regras e normas da OMC", disse.

Pimentel elogiou a escolha do embaixador brasileiro Roberto Carvalho de Azevêdo para o cargo de diretor-geral da OMC. Segundo ele, Azevêdo adotará uma posição de neutralidade, sem favorecer o Brasil ou qualquer outro países. "O Roberto é neutro e porque será diretor-geral da OMC não poderá ser contra nem a favor de nenhum país", disse.

Edição: Fábio Massalli

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247