Pinheiro recusa candidatura a prefeito

Sem a mínima cerimônia, o senador Walter Pinheiro recusa indicação do PT para ser candidato a prefeito de Salvador em 2016. "Declino da indicação, pois, no momento, minha prioridade é cumprir a missão que a Bahia me deu no Senado", diz ele; o senador diz ainda que a notícia foi recebida com surpresa. Apesar de refutar a possibilidade, ele afirma que "a lista apresentada é composta por quadros que representarão muito bem o PT no próximo pleito"

Sem a mínima cerimônia, o senador Walter Pinheiro recusa indicação do PT para ser candidato a prefeito de Salvador em 2016. "Declino da indicação, pois, no momento, minha prioridade é cumprir a missão que a Bahia me deu no Senado", diz ele; o senador diz ainda que a notícia foi recebida com surpresa. Apesar de refutar a possibilidade, ele afirma que "a lista apresentada é composta por quadros que representarão muito bem o PT no próximo pleito"
Sem a mínima cerimônia, o senador Walter Pinheiro recusa indicação do PT para ser candidato a prefeito de Salvador em 2016. "Declino da indicação, pois, no momento, minha prioridade é cumprir a missão que a Bahia me deu no Senado", diz ele; o senador diz ainda que a notícia foi recebida com surpresa. Apesar de refutar a possibilidade, ele afirma que "a lista apresentada é composta por quadros que representarão muito bem o PT no próximo pleito" (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Sem a mínima cerimônia, o senador Walter Pinheiro recusa indicação do PT para ser candidato a prefeito de Salvador em 2016. "Declino da indicação, pois, no momento, minha prioridade é cumprir a missão que a Bahia me deu no Senado", diz ele em nota.

O senador diz ainda que a notícia foi recebida com surpresa. Apesar de refutar a possibilidade, ele afirma que "a lista apresentada é composta por quadros que representarão muito bem o PT no próximo pleito".

Mas o motivo da recusa pode não ser apenas o 'foco' no Senado. Não é de agora que Walter Pinheiro anda em pé de guerra com o PT. Em uma de suas últimas colocações controversas, ele afirmou que não está preocupado em "salvar o governo nem o PT, mas quer salvar o Brasil".

Tudo começou em 2006 (ele era deputado federal), quando ele disse que sentia "vergonha do PT" por causa do chamado 'mensalão'.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email