PMDB e PDT oficializam rompimento

Antigos aliados, o PMDB do governador Renan Filho e o PDT do deputado federal Ronaldo Lessa terminaram a aliança política; com isso, os pedetistas perdem o comando da Secretaria de Estado do Trabalho; rompimento acontece dias após o PDT oficializar apoio à reeleição do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB)e, em seguida, o partido comandado pelo governador e pelo senador Renan Calheiros escolher o ex-prefeito de Maceió, deputado Cícero Almeida, como candidato

Antigos aliados, o PMDB do governador Renan Filho e o PDT do deputado federal Ronaldo Lessa terminaram a aliança política; com isso, os pedetistas perdem o comando da Secretaria de Estado do Trabalho; rompimento acontece dias após o PDT oficializar apoio à reeleição do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB)e, em seguida, o partido comandado pelo governador e pelo senador Renan Calheiros escolher o ex-prefeito de Maceió, deputado Cícero Almeida, como candidato
Antigos aliados, o PMDB do governador Renan Filho e o PDT do deputado federal Ronaldo Lessa terminaram a aliança política; com isso, os pedetistas perdem o comando da Secretaria de Estado do Trabalho; rompimento acontece dias após o PDT oficializar apoio à reeleição do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB)e, em seguida, o partido comandado pelo governador e pelo senador Renan Calheiros escolher o ex-prefeito de Maceió, deputado Cícero Almeida, como candidato (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - O governador Renan Filho (PMDB), oficializou, na tarde desta sexta-feira (18), o rompimento com o presidente do PDT em Alagoas e deputado federal, Ronaldo Lessa. O partido ocupava cargos na Secretaria de Estado do Trabalho. Desde o começo da semana, especulava-se o desembargue de Lessa do grupo político que foi consolidado por ele durante a pré-campanha em 2014, em Alagoas.

De acordo com o deputado federal, o tema foi tratado de forma cordial entre ele e o governador. Com isso, todos os cargos ocupados pelo partido na estrutura do Poder Executivo serão devolvidos ao governador Renan Filho. Apesar de ter sido questionado pela reportagem, Lessa preferiu não polemizar sobre a saída do grupo palaciano.

O rompimento de Lessa com Renan acontece dias após o PDT oficializar apoio à reeleição do prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB). Em seguida, o partido comandado pelo governador e o senador Renan Calheiros em Alagoas escolheu o ex-prefeito de Maceió, deputado Cícero Almeida, como candidato para retirar o tucano do poder na capital.

Durante os anos de 2013 e 2014, coube a Ronaldo Lessa - à época sem mandato, aglutinar as diversas forças políticas que, após diversas polêmicas, escolheram Renan Filho como candidato do grupo ao governo do estado. À época, Lessa era tratado pelas lideranças das siglas partidárias como o coordenador do conhecido "chapão".

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247