PMs e bombeiros terão aumento salarial de 6%

Agentes penitenciários, agentes de polícia, delegados, escrivães, peritos criminais e militares terão aumento salarial de 6,29% a partir de maio deste ano; serão beneficiados cerca de 14 mil servidores, representando um investimento de mais de R$ 4 milhões por mês

Agentes penitenciários, agentes de polícia, delegados, escrivães, peritos criminais e militares terão aumento salarial de 6,29% a partir de maio deste ano; serão beneficiados cerca de 14 mil servidores, representando um investimento de mais de R$ 4 milhões por mês
Agentes penitenciários, agentes de polícia, delegados, escrivães, peritos criminais e militares terão aumento salarial de 6,29% a partir de maio deste ano; serão beneficiados cerca de 14 mil servidores, representando um investimento de mais de R$ 4 milhões por mês (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Piauí Hoje - Agentes penitenciários, agentes de polícia, delegados, escrivães, peritos criminais e militares terão aumento salarial de 6,29% a partir de maio deste ano. "Estamos aqui autorizando um reajuste equivalente à inflação, cumprindo um entendimento feito ainda no ano de 2016", afirma o governador Wellington Dias.

Serão beneficiados cerca de 14 mil servidores, representando um investimento de mais de R$ 4 milhões por mês. De acordo com o secretário de Governo, Merlong Solano, a medida reflete o reconhecimento em relação ao trabalho executado pelas forças de segurança pública, ao tempo em que atende à solicitação das categorias.

"É importante frisar que essa atitude do governador se dá em um momento em que o país enfrenta uma crise econômica e os estados amargam significativa queda na arrecadação, sobretudo, nas transferências federais. A decisão é de continuar gerindo o Piauí de maneira planejada, e, havendo alguma possibilidade de recursos financeiros, fazer o que for possível para valorizar os servidores", destaca Merlong.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247