Polícia de SP matou quase duas pessoas por dia

Balanço divulgado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo aponta uma redução de 1,68% no número de pessoas mortas por policiais militares em serviço de janeiro a setembro de 2015 em comparação com o mesmo período de 2014; apesar da queda, a polícia matou quase duas pessoas por dia no estado, 12 por semana; segundo o levantamento, 469 pessoas foram mortas no estado por PMs, uma média de 1,71 pessoas por dia; no mesmo período do ano passado, o número de mortos por policias em confrontos chegou a 477

Polícia de SP matou quase duas pessoas por dia
Polícia de SP matou quase duas pessoas por dia
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 – A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo divulgou, nesta quinta-feira (22), um balanço apontando que uma redução de 1,68% no número de pessoas mortas por policiais militares em serviço de janeiro a setembro de 2015 em comparação com o mesmo período de 2014. Apesar da queda nas taxas de óbitos provocadas por militares, a polícia matou quase duas pessoas por dia no estado de São Paulo, 12 por semana.

Segundo o levantamento, 469 pessoas foram mortas no estado por policiais militares, uma média de 1,71 pessoas por dia. No mesmo período do ano passado, o número de mortos por policias em confrontos chegou a 477.

Os dados de 2015 não contabilizam as chacinas ocorridas na Região Metropolitana São Paulo, como a que deixou 19 mortos em Osasco e Barueri. Isso porque os policiais presos e investigados pelas mortes não estavam em serviço no momento dos ataques.

Segundo informações divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública, pela primeira vez desde o início da série histórica, o número de homicídios ficou abaixo de três mil. Foram 2.809 ocorrências, de janeiro a setembro deste ano, contra 3.176 no mesmo período do ano passado, o que representa uma queda de 11,6%. A pasta informou que, também pela primeira vez, desde 2001, o terceiro trimestre do ano terminou com menos de 900 homicídios (876) e o mês de setembro com menos de 300 ocorrências (278).

De acordo com o secretário de Segurança Pública do estado, Alexandre de Moraes, "esses ótimos índices [redução no número de homicídios] também se refletiram na letalidade policial, na queda da letalidade", que, segundo ele, é uma das prioridades da sua gestão. "Uma polícia forte, uma polícia que atue firmemente, mas dentro da legalidade. Não aturo abusos e excessos", complementou.

Para o secretário, a redução é consequência, principalmente, da resolução 40, editada por ele mesmo em março. O projeto determina que em cada caso de letalidade policial, a corregedoria, o comandante do batalhão, o delegado da área e uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) compareçam ao local do ocorrido. Todos os casos sejam comunicados imediatamente ao Ministério Público (MP), conforme a resolução.

 

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email