Polícia Federal da Bahia entra em greve nesta terça

Durante a paralisação, os policiais param as investigações e suspendem os serviços de atendimento ao público, como atendimento a estrangeiros, controle de empresas de vigilância, bancos e produtos químicos, entre outros

Polícia Federal da Bahia entra em greve nesta terça
Polícia Federal da Bahia entra em greve nesta terça (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247

Policiais federais da Bahia decidiram em assembleia nesta segunda-feira (6) que irão aderir à paralisação nacional da Polícia Federal, que começa nesta terça-feira (7), segundo informações do Sindicato dos Policiais Federais do Estado da Bahia (Sindipol). Para marcar o começo da mobilização, os policiais entregam as armas às 10h, de maneira simbólica.

Durante a paralisação, os policiais param as investigações e suspendem os serviços de atendimento ao público, como atendimento a estrangeiros, controle de empresas de vigilância, bancos e produtos químicos, entre outros.

A greve foi proposta pelo Conselho de Representantes da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), que acusa o governo federal de não apresentar mudanças referentes à reestruturação da carreira e dos salários dos policiais até o dia 31 de julho, depois de três anos de negociação. O movimento também quer a saída do atual diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra.

"Sabemos que qualquer movimento de greve traz dificuldades à vida das pessoas, mas queremos minimizar esses impactos e ter o apoio da população", diz o presidente do sindicato nacional, Marcos Wink.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email