Polícia goiana está entre as mais bem remuneradas

Polícias de Goiás estão entre as mais remuneradas do País, mostram relatórios sobre remuneração das corporações de todas as unidades da federação; valores iniciais (R$ 4.068,89) e finais (R$ 21.785,74) dos salários são os mesmos para as Polícias Civil e Militar; sindicatos das categorias organizam paralisação após governo estadual adiar pagamento de parcela da data-base; governador Marconi Perillo afirma que reajustes financeiros dos servidores públicos estaduais não serão suprimidos, e sim adiados temporariamente em virtude do cenário de crise econômica por que passa o País

Polícias de Goiás estão entre as mais remuneradas do País, mostram relatórios sobre remuneração das corporações de todas as unidades da federação; valores iniciais (R$ 4.068,89) e finais (R$ 21.785,74) dos salários são os mesmos para as Polícias Civil e Militar; sindicatos das categorias organizam paralisação após governo estadual adiar pagamento de parcela da data-base; governador Marconi Perillo afirma que reajustes financeiros dos servidores públicos estaduais não serão suprimidos, e sim adiados temporariamente em virtude do cenário de crise econômica por que passa o País
Polícias de Goiás estão entre as mais remuneradas do País, mostram relatórios sobre remuneração das corporações de todas as unidades da federação; valores iniciais (R$ 4.068,89) e finais (R$ 21.785,74) dos salários são os mesmos para as Polícias Civil e Militar; sindicatos das categorias organizam paralisação após governo estadual adiar pagamento de parcela da data-base; governador Marconi Perillo afirma que reajustes financeiros dos servidores públicos estaduais não serão suprimidos, e sim adiados temporariamente em virtude do cenário de crise econômica por que passa o País (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - As polícias de Goiás estão entre as mais remuneradas do País, mostram relatórios sobre remuneração das corporações de todas as unidades da federação. O ranking mostra que, apesar de ter o 9º Produto Interno Bruto do País, Goiás ocupa as primeiras posições no ranking de remuneração de suas polícias, ocupando, no máximo, a sétima posição.

Os valores iniciais e finais dos salários são os mesmos para as Polícias Civil e Militar. Um policial recém-ingresso em qualquer das duas corporações terá salário de R$ 4.068,89 – ou R$ 52.895,57 por ano. Já aquele no auge da carreira – delegado na Polícia Civil, coronel na Polícia Militar – receberá R$ 21.785,74 – ou R$ 238.214,62 anuais.

O governador Marconi Perillo afirmou, em entrevistas que os reajustes financeiros dos servidores públicos estaduais não serão suprimidos, e sim adiados temporariamente em virtude do cenário de crise econômica por que passa o país. De acordo com Marconi, a decisão foi tomada tendo em vista a necessidade de o Governo de Goiás de manter o equilíbrio das contas públicas e cumprir todos os limites fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Os dados de Goiás foram atualizados até o mês de janeiro do corrente ano, inclusive com o acréscimo de 10% cedido aos Delegados de Polícia Civil. Com relação à Polícia Militar, não inclui os valores que serão percebidos em virtude da recente aprovação da Lei 17881/12 que institui o Programa Goiás Cidadão Seguro.

O valor inicial da remuneração dos Delegados de Polícia de Goiás conferem ao Estado a 7ª posição, com salário de R$ 10.126,11. Com relação ao valor percebido no topo da carreira, o Estado passa a figurar na 10ª posição, mas com o pagamento de bônus, o Estado chegar a 4º lugar, com salário de R$ 19.268,55.

No comparativo de subsídios de Escrivães, o Estado de Goiás desce da 7ª posição em relação aos valores iniciais de remuneração da carreira para a 9ª posição relativa à remuneração no topo da carreira. No comparativo de subsídios de Agentes, o Estado de Goiás desce da 4ª posição em relação aos valores iniciais de remuneração da carreira para a 7ª posição relativa à remuneração no topo da carreira.

Em várias funções, Goiás é 1º colocado

Na Polícia Militar, em várias carreiras o Estado ocupa a primeira posição em várias patentes. É o caso dos coroneis, dos tenentes-coroneis, dos majores e dos capitães. O Estado ocupa a segunda posição nas carreiras de tenente e soldado.

De acordo com as tabelas apresentadas, o subsídio dos Policiais Civis permanece, em média, na 7ª posição nos rankings considerados. Com relação aos Delegados de Polícia especificamente, com a percepção dos Bônus por Produtividade, a média nos rankings seria da 6ª posição. Importante ressaltar que considerando os subsídios máximos da categoria e a percepção de 20% do Bônus por Produtividade, a melhor situação alcançada seria a 4ª posição entre os Estados que divulgaram seus valores.

De acordo com as tabelas apresentadas, o subsídio dos Policiais Militares alcança a 1ª posição nos quatro principais postos, mantendo-se em segundo em apenas dois deles, quais sejam, tenente e soldado, em que mantém a 2ª posição. De acordo com as tabelas apresentadas, o subsídio dos Policiais Militares alcança, em média, a 3ª posição.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email