Polícia prende torcedores envolvidos em brigas

Polícia Civil de São Paulo deflagrou a operação Cartão Vermelho contra integrantes de torcidas organizadas de clubes de futebol envolvidos em brigas e agressões; cerca de 20 torcedores foram presos pelos agentes nesta manhã; entre eles, o corintiano Helder Alves Martins, que assumiu ter matado com um disparo de sinalizador o jovem Kevin Béltram Espada, em Oruro, na Bolívia, durante um jogo da Taça Libertadores em 2013; Justiça expediu 50 mandados de prisão e apreensão

Polícia Civil de São Paulo deflagrou a operação Cartão Vermelho contra integrantes de torcidas organizadas de clubes de futebol envolvidos em brigas e agressões; cerca de 20 torcedores foram presos pelos agentes nesta manhã; entre eles, o corintiano Helder Alves Martins, que assumiu ter matado com um disparo de sinalizador o jovem Kevin Béltram Espada, em Oruro, na Bolívia, durante um jogo da Taça Libertadores em 2013; Justiça expediu 50 mandados de prisão e apreensão
Polícia Civil de São Paulo deflagrou a operação Cartão Vermelho contra integrantes de torcidas organizadas de clubes de futebol envolvidos em brigas e agressões; cerca de 20 torcedores foram presos pelos agentes nesta manhã; entre eles, o corintiano Helder Alves Martins, que assumiu ter matado com um disparo de sinalizador o jovem Kevin Béltram Espada, em Oruro, na Bolívia, durante um jogo da Taça Libertadores em 2013; Justiça expediu 50 mandados de prisão e apreensão (Foto: Paulo Emílio)

247 - A Polícia Civil de São Paulo deflagrou a operação Cartão Vermelho contra os membros de torcidas organizadas de clubes de futebol envolvidos em brigas e agressões.

Cerca de 20 torcedores foram presos pelos agentes durante a manhã desta sexta-feira (15), entre eles o corintiano Helder Alves Martins, que assumiu ter matado com um disparo de sinalizador o jovem Kevin Béltram Espada, em Oruro, na Bolívia, durante um jogo da Taça Libertadores.

A operação cartão Vermelho conta com o apoio de mais de 200 policiais civis que cumprem 50 mandados de prisão e apreensão nos municípios da Grande São Paulo, como Campinas e Santos, além da própria capital paulista.

Helder é suspeito de ter participado da briga entre torcedores corintianos e palmeirenses no último dia 3, nas imediações do Estádio do Pacaembu.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247