Por economia, prefeitura começa a exonerar servidores comissionados

Por conta da contenção de gastos, a prefeitura de Maceió decidiu exonerar, inicialmente, noventa servidores públicos comissionados; o município conta com pouco mais de 1 mil comissionados; objetivo é reduzir em 20% os gastos com esses servidores

Por conta da contenção de gastos, a prefeitura de Maceió decidiu exonerar, inicialmente, noventa servidores públicos comissionados; o município conta com pouco mais de 1 mil comissionados; objetivo é reduzir em 20% os gastos com esses servidores
Por conta da contenção de gastos, a prefeitura de Maceió decidiu exonerar, inicialmente, noventa servidores públicos comissionados; o município conta com pouco mais de 1 mil comissionados; objetivo é reduzir em 20% os gastos com esses servidores (Foto: Voney Malta)

Alagoas247 - Noventa servidores públicos comissionados, lotados em várias secretarias de Maceió, foram exonerados nesta segunda-feira (17), por meio de portarias publicadas no Diário Oficial. De acordo com a Secretaria de Comunicação (Secom), a medida faz parte do trabalho de contenção dos gastos diante da crise financeira instalada nos municípios alagoanos. A previsão é que novas exonerações sejam realizadas em breve.

Os servidores exonerados ocupavam cargos existentes no Gabinete do Prefeito, mas estavam lotados em várias pastas, como Educação e Comunicação. Atualmente, o município conta com pouco mais de 1 mil comissionados. Com as exonerações, o objetivo é reduzir em 20% os gastos com esses servidores.

Para isso, foi criada pelo município a Comissão Gestora Fiscal e Administrativa, que está avaliando as contratações dos comissionados e a necessidade de que eles permaneçam no cargo. Há a possibilidade de que, muitos deles, sejam remanejados de funções, a depender da avaliação dos integrantes da comissão.

Outras mudanças

Além dos servidores que ocupavam os mais variados cargos, como Operador de Telemarketing, Assessor Técnico e Gerente de Programas, também foram publicadas no Diário Oficial desta segunda-feira algumas mudanças no secretariado.

O então procurador-geral do Município, Ricardo Antônio de Barros Wanderley, deixa o cargo para ocupar a Secretaria de Governo. No lugar dele, assume interinamente o adjunto Fernando Amorim. Para que a mudança seja feita, também foi exonerado o então gestor da pasta de Governo, Marcello de Oliveira Bentes, que passará a ocupar o cargo de Assessor.

Além deles, também está publicada no Diário Oficial de hoje a exoneração do secretário Adjunto de Habitação Popular e Saneamento, Luciano Atayde Costa Cabral.
Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247