Possibilidade de chuvas na média aumenta em novo prognóstico

O segundo prognóstico de chuvas no Ceará, apresentado nesta terça-feira (21) pela Funceme, aponta 43% de probabilidade de precipitações dentro da média, 20% acima da média e 37% abaixo da média, durante os meses de março, abril e maio. Apesar da leve melhora em relação ao primeiro prognóstico, autoridades dizem que o cenário preocupa

O segundo prognóstico de chuvas no Ceará, apresentado nesta terça-feira (21) pela Funceme, aponta 43% de probabilidade de precipitações dentro da média, 20% acima da média e 37% abaixo da média, durante os meses de março, abril e maio. Apesar da leve melhora em relação ao primeiro prognóstico, autoridades dizem que o cenário preocupa
O segundo prognóstico de chuvas no Ceará, apresentado nesta terça-feira (21) pela Funceme, aponta 43% de probabilidade de precipitações dentro da média, 20% acima da média e 37% abaixo da média, durante os meses de março, abril e maio. Apesar da leve melhora em relação ao primeiro prognóstico, autoridades dizem que o cenário preocupa (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - O segundo prognóstico apresentado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), na manhã desta terça-feira (21), aponta que o Ceará continuará a receber chuvas na média histórica durante os meses de março, abril e maio. A previsão indica 43% de probabilidade de precipitações dentro da média, 20% acima da média e 37% abaixo da média. 

No primeiro prognóstico, a probabilidade de ocorrências de chuvas acima e abaixo da média era de 30%. A previsão ainda indicava 40% de chuvas na média nos próximos meses, 3% a menos do novo prognóstico.

O presidente da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), no entanto, destacou que o cenário ainda preocupa, especialmente na Região do Jagaribe, onde estão reservatórios estratégicos como Orós, Banabuiú e Castanhão. “(A região) tem a tendência de receber chuvas abaixo da média. Isso nos preocupa”, analisa

Ao vivo na TV 247 Youtube 247