“Praça dos 3 Poderes se tornou ágora da promiscuidade”

O jurista e ex-governador de São Paulo Claudio Lembro fez duras críticas à situação política do País depois do golpe parlamentar que alçou Michel Temer à Presidência; "A praça dos Três Poderes é a ágora da promiscuidade. O Supremo, o Legislativo e o Executivo, tudo juntinho, todo mundo conversa. O Temer vai falar com o Gilmar [Mendes]. Para quê? Ele é ministro do Supremo, tem que manter imparcialidade total. Fala-se que o Judiciário age como um ator político e que o Supremo está politizado. Tem agido muito mal, entrando em assuntos que não são da sua competência. O Supremo está fraco, virou uma casa de surpresas", acrescentou 

O jurista e ex-governador de São Paulo Claudio Lembro fez duras críticas à situação política do País depois do golpe parlamentar que alçou Michel Temer à Presidência; "A praça dos Três Poderes é a ágora da promiscuidade. O Supremo, o Legislativo e o Executivo, tudo juntinho, todo mundo conversa. O Temer vai falar com o Gilmar [Mendes]. Para quê? Ele é ministro do Supremo, tem que manter imparcialidade total. Fala-se que o Judiciário age como um ator político e que o Supremo está politizado. Tem agido muito mal, entrando em assuntos que não são da sua competência. O Supremo está fraco, virou uma casa de surpresas", acrescentou 
O jurista e ex-governador de São Paulo Claudio Lembro fez duras críticas à situação política do País depois do golpe parlamentar que alçou Michel Temer à Presidência; "A praça dos Três Poderes é a ágora da promiscuidade. O Supremo, o Legislativo e o Executivo, tudo juntinho, todo mundo conversa. O Temer vai falar com o Gilmar [Mendes]. Para quê? Ele é ministro do Supremo, tem que manter imparcialidade total. Fala-se que o Judiciário age como um ator político e que o Supremo está politizado. Tem agido muito mal, entrando em assuntos que não são da sua competência. O Supremo está fraco, virou uma casa de surpresas", acrescentou  (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - O jurista e ex-governador de São Paulo Claudio Lembro fez duras críticas à situação política do País depois do golpe parlamentar que alçou Michel Temer à Presidência. 

"Perdeu-se a compostura. Nós, eleitores, votamos mal e os políticos se portam mal. Ninguém mais tem honra, respeito a si próprio, à imagem na sociedade", disse Lembro em entrevista à Folha de S. Paulo.

"A praça dos Três Poderes é a ágora da promiscuidade. O Supremo, o Legislativo e o Executivo, tudo juntinho, todo mundo conversa. O Temer vai falar com o Gilmar [Mendes]. Para quê? Ele é ministro do Supremo, tem que manter imparcialidade total. Fala-se que o Judiciário age como um ator político e que o Supremo está politizado. Tem agido muito mal, entrando em assuntos que não são da sua competência. O Supremo está fraco, virou uma casa de surpresas", acrescentou. 

Segundo Lembro, o Brasil é dominado por "uma burguesia má, uma minoria branca perversa". "Uma parte dela foi para a cadeia e a outra parte continua no comando. A elite branca é a dona do Brasil. É hegemônica, é o vértice da sociedade", afirma. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247