“Precisamos saber para onde vai o dinheiro”, diz Eunício sobre venda da Eletrobras

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou, nesta quinta-feira (22), que a Medida Provisória que autoriza a privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias, precisa ser debatida na Casa antes da votação. “Precisamos saber para onde vai o dinheiro. Nós não vamos aprovar aqui um projeto apenas por aprovar. Temos que avaliar essa questão do meio ambiente com muito cuidado”, afirmou. A comissão mista que analisa a proposta prevê a realização de três audiências públicas, que serão realizadas nos dias 27 de março e 3 e 4 de abril

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou, nesta quinta-feira (22), que a Medida Provisória que autoriza a privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias, precisa ser debatida na Casa antes da votação. “Precisamos saber para onde vai o dinheiro. Nós não vamos aprovar aqui um projeto apenas por aprovar. Temos que avaliar essa questão do meio ambiente com muito cuidado”, afirmou. A comissão mista que analisa a proposta prevê a realização de três audiências públicas, que serão realizadas nos dias 27 de março e 3 e 4 de abril
O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou, nesta quinta-feira (22), que a Medida Provisória que autoriza a privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias, precisa ser debatida na Casa antes da votação. “Precisamos saber para onde vai o dinheiro. Nós não vamos aprovar aqui um projeto apenas por aprovar. Temos que avaliar essa questão do meio ambiente com muito cuidado”, afirmou. A comissão mista que analisa a proposta prevê a realização de três audiências públicas, que serão realizadas nos dias 27 de março e 3 e 4 de abril (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Senado - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), afirmou, nesta quinta-feira (22), que a Medida Provisória (MP) 814/2017, que autoriza a privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias, precisa ser debatida na Casa antes da votação. A comissão mista que analisa a proposta prevê a realização de três audiências públicas, que serão realizadas nos dias 27 de março e 3 e 4 de abril.  A estatal é responsável por um terço da geração de energia no país e tem valor patrimonial avaliado em R$ 46,2 bilhões, de acordo com o Ministério de Minas e Energia.

“Essa questão do projeto da Eletrobrás precisa ser debatida. Precisamos saber para onde vai o dinheiro. Nós não vamos aprovar aqui um projeto apenas por aprovar. Temos que avaliar essa questão do meio ambiente com muito cuidado”, afirmou Eunício.

A medida provisória revogou um dispositivo da Lei 10.848/2004 para excluir a proibição de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias. O texto também alterou outras leis do setor para garantir o suprimento de energia elétrica aos chamados sistemas isolados, que atendem às populações dos estados da Região Norte.

A MP chegou a ser parcialmente suspensa em janeiro deste ano por uma liminar, do juiz Cláudio Kitner, da 6ª Vara Federal de Pernambuco, que anulava o 3º artigo do texto para impedir a privatização. Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), contudo, derrubou a liminar em fevereiro.

“Este é um projeto que precisa ser debatido aqui. Não sei quando e nem como virá da Câmara. O sistema é bicameral e, obviamente, se ele não vier da Câmara contemplando questões importantes, o Senado com certeza vai emendar”, disse Eunício.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247