Prefeito de Porto Alegre, do PSDB, pede Exército contra democracia

Filiado ao PSDB e ligado ao MBL, o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, pediu a presença do Exército em Porto Alegre, no dia 24, para coibir manifestações democráticas em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera todas as pesquisas eleitorais

Prefeito de Porto Alegre, do PSDB, pede Exército contra democracia
Prefeito de Porto Alegre, do PSDB, pede Exército contra democracia (Foto: RICARDO GIUSTI)

Do DCM O prefeito de Porto Alegre, Marchezan Júnior, pediu a Michel Temer que envie a Força Nacional e o Exército para Porto Alegre no dia 24 de janeiro. É um ato de pura provocação. O prefeito diz que existe ameaça de “desobediência civil e luta propugnadas nas redes sociais por alguns políticos, inclusive Senadores da República”.

O jornalista de extrema direita Políbio Braga divulgou o ofício (abaixo) enviado por Marchezan e registrou que é preciso “conter os atos de violência e desordem prometidos por aparelhos do lulopetismo, como CUT, MST e MTST, dia 24”.

Não existe nenhuma promessa de atos de violência. É cascata, produto da cabeça de alguém que quer, como se dizia no passado, pescar em água turva. É terrorismo de direita. O cidadão ainda diz: 

“Os órgãos de segurança possuem informações de que são preparados atos de desobediência civil e até mesmo de ataques ao próprio TRF-4, visando pressionar os juízes a absolver Lula ou impedir o julgamento. Muitas das ameaças e informações sobre a organização de atos de violência são disponibilizados diariamente nas redes sociais.

Leia a íntegra no DCM.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247