Prefeito tucano é contra eleições gerais

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), é contrário a hipótese de eleições gerais; ele acredita que tal processo será difícil de ocorrer pela complexidade e porque dependerá de mudança na Constituição Federal; . "Acredito que o caminho é mesmo o impeachment. Não conheço pessoalmente o vice Michel Temer, mas terei por ele o mesmo respeito institucional que tenho pela Dilma", disse Rui  

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), é contrário a hipótese de eleições gerais; ele acredita que tal processo será difícil de ocorrer pela complexidade e porque dependerá de mudança na Constituição Federal; . "Acredito que o caminho é mesmo o impeachment. Não conheço pessoalmente o vice Michel Temer, mas terei por ele o mesmo respeito institucional que tenho pela Dilma", disse Rui
 
O prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), é contrário a hipótese de eleições gerais; ele acredita que tal processo será difícil de ocorrer pela complexidade e porque dependerá de mudança na Constituição Federal; . "Acredito que o caminho é mesmo o impeachment. Não conheço pessoalmente o vice Michel Temer, mas terei por ele o mesmo respeito institucional que tenho pela Dilma", disse Rui   (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - Após a autorização do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT) pela Câmara dos Deputados, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira (PSDB), afirmou, na manhã desta segunda-feira (18), que torce para que a tramitação, agora no Senado Federal, cumpra com todos os prazos legais. Ele voltou a defender que este é o momento de um novo governo, com Michel Temer (PMDB), e da união de esforços, incluindo os partidos de oposição, sobretudo do PSDB. Ele também discorda de novas eleições gerais.

"Agora, é torcer para que o rito do impeachment cumpra os prazos legais no Congresso Nacional para que o Brasil possa trilhar uma nova oportunidade com o Michel Temer. O País está parado desde o ano passado e é preciso intervir na economia para afastar a crise e sair do buraco em que se encontra", afirmou o prefeito, em entrevista à imprensa.

Na opinião dele, a situação do Brasil está muito difícil de ser resolvida, obrigando o governo federal e os partidos agregados a criar uma rede de esforço coletivo para "fazer a nação olhar para frente". Porém, Rui destaca que não será fácil reverter o quadro financeiro atual. "Não será simples como muitos pensam", avalia.

A hipótese de eleições gerais, como já é cogitado pelos grandes partidos, inclusive o próprio PT, não é recebida de bom agrado por Rui Palmeira. Ele ressalta que este processo deve ser difícil de ocorrer por ser bastante complexo e que depende da mudança na Constituição Federal. "Acredito que o caminho é mesmo o impeachment. Não conheço pessoalmente o vice Michel Temer, mas terei por ele o mesmo respeito institucional que tenho pela Dilma", comenta.

O prefeito acredita que a eleição municipal tem outro foco - seriam os problemas sociais - e que o cenário atual, de debandada no governo federal, não deverá interferir tanto no pleito local.

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247