Prefeitura lança projeto da orla do subúrbio

A Prefeitura de Salvador vai lançar no dia 29 próximo o projeto de revitalização da orla marítima que vai do trecho entre Itacaranha e Plataforma, no Subúrbio Ferroviário. A data escolhida é a mesma na qual será comemorado o aniversário de 467 de fundação da capital baiana; as obras serão de pavimentação, contenção, paisagismo, mobiliário urbano, ciclovia, passeios, áreas de lazer e esporte; desde 2013, a gestão do prefeito ACM Neto já investiu R$ 188 milhões na revitalização da orla em vários bairros

A Prefeitura de Salvador vai lançar no dia 29 próximo o projeto de revitalização da orla marítima que vai do trecho entre Itacaranha e Plataforma, no Subúrbio Ferroviário. A data escolhida é a mesma na qual será comemorado o aniversário de 467 de fundação da capital baiana; as obras serão de pavimentação, contenção, paisagismo, mobiliário urbano, ciclovia, passeios, áreas de lazer e esporte; desde 2013, a gestão do prefeito ACM Neto já investiu R$ 188 milhões na revitalização da orla em vários bairros
A Prefeitura de Salvador vai lançar no dia 29 próximo o projeto de revitalização da orla marítima que vai do trecho entre Itacaranha e Plataforma, no Subúrbio Ferroviário. A data escolhida é a mesma na qual será comemorado o aniversário de 467 de fundação da capital baiana; as obras serão de pavimentação, contenção, paisagismo, mobiliário urbano, ciclovia, passeios, áreas de lazer e esporte; desde 2013, a gestão do prefeito ACM Neto já investiu R$ 188 milhões na revitalização da orla em vários bairros (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - Desde que a Prefeitura de Salvador deu inicio às intervenções de requalificação da orla marítima de Salvador, em 2013, já foram transformados os trechos de Boca do Rio, Barra, São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Piatã, Itapuã, Jardim de Alah e Rio Vermelho, num total de 13 quilômetros e investimentos da ordem de R$ 188 milhões.

Foram investidos R$ 14,4 milhões em recursos próprios para cada quilômetro de orla requalificada. Agora, será a vez do trecho entre Itacaranha e Plataforma, no Subúrbio Ferroviário, cuja licitação para contratação da empresa que executará as obras está prevista para ser lançada até o próximo dia 29, quando Salvador comemora 467 anos de fundação.

Com projeto urbanístico coordenado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), vinculada à Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), o trecho Plataforma-Itacaranha receberá uma série de intervenções que correspondem às necessidades e particularidades do local, seguindo uma unidade urbanística e paisagística presente em outros de orla. As melhorias contemplam pavimentação, contenção, paisagismo, mobiliário urbano, ciclovia, passeios, áreas de lazer e esporte, dentre outros itens.

Como o desenvolvimento do projeto total depende da implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) no local, a ser executado pelo governo estadual, as obras na orla de Itacaranha-Plataforma serão realizadas em duas etapas. A primeira, que conta com investimento de R$ 10 milhões, provenientes dos cofres municipais, tem como foco a urbanização da Rua Almeida Brandão, com extensão de cerca de três quilômetros na área que margeia a linha do trem.

De acordo com a presidente da FMLF, Tânia Scofield, atualmente as condições da via são bastante precárias, tendo parte dela sido interditada em razão de um deslizamento que comprometeu a contenção em alvenaria de pedra.

As melhorias contemplam implantação de piso de concreto intertravado para adoção também de espaço compartilhado, além de implantação do sistema de drenagem, contenções dos taludes, escadarias e acessos de pedestre à rua.

Ao longo da via, serão preservados os chamados recantos – áreas existentes devido ao recuo das residências e que servirão como espaços públicos de lazer e contemplação. A urbanização dos recantos contará com implantação de mobiliário urbano, pavimentação e paisagismo, garantindo o ar bucólico característico da Rua Almeida Brandão.

Próxima etapa

A segunda etapa da obra, que só deverá ser realizada após definição do VLT, compreende a área entre a linha do trem e o mar. Serão implantados u espaço de apoio às marisqueiras, escorregadores, parque infantil e melhoria do acesso à praia. O projeto inclui também vagas de estacionamento, pista de skate, academia ao ar livre, parque infantil, pergolado, quadras poliesportivas, área de apoio às associações comunitárias e melhorias do acesso à areia, além de praia artificial com piscina de maré e espaço de lazer com mirante e fontes interativas.

Todo o projeto da orla Itacaranha-Plataforma foi discutida durante um ano com os próprios moradores, que validaram o projeto.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247