Prefeitura não aumentará tarifa de ônibus em Aracaju

Superintendente de Transporte e Trânsito da capital, Nelson Filipe, lembra que o último reajuste da tarifa se deu há sete meses e que não há sentido de discutir este assunto agora; empresas do transporte público querem um aumento de 15,7% no valor da tarifa dos ônibus (passando dos atuais R$ 2,35 para R$ 2,71); "Essa proposta de reajustar a tarifa do transporte coletivo em Aracaju está fora da realidade. A inflação acumulada dos últimos 12 meses ficou em torno de 6% e as empresas querem 15,7%, isso em um período de apenas sete meses", afirmou

Superintendente de Transporte e Trânsito da capital, Nelson Filipe, lembra que o último reajuste da tarifa se deu há sete meses e que não há sentido de discutir este assunto agora; empresas do transporte público querem um aumento de 15,7% no valor da tarifa dos ônibus (passando dos atuais R$ 2,35 para R$ 2,71); "Essa proposta de reajustar a tarifa do transporte coletivo em Aracaju está fora da realidade. A inflação acumulada dos últimos 12 meses ficou em torno de 6% e as empresas querem 15,7%, isso em um período de apenas sete meses", afirmou
Superintendente de Transporte e Trânsito da capital, Nelson Filipe, lembra que o último reajuste da tarifa se deu há sete meses e que não há sentido de discutir este assunto agora; empresas do transporte público querem um aumento de 15,7% no valor da tarifa dos ônibus (passando dos atuais R$ 2,35 para R$ 2,71); "Essa proposta de reajustar a tarifa do transporte coletivo em Aracaju está fora da realidade. A inflação acumulada dos últimos 12 meses ficou em torno de 6% e as empresas querem 15,7%, isso em um período de apenas sete meses", afirmou (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sergipe 247 - A prefeitura de Aracaju não atenderá o pedido feito pelas empresas do transporte público, que querem um aumento de 15,7% no valor da tarifa dos ônibus (passando dos atuais R$ 2,35 para R$ 2,71). "Essa proposta de reajustar a tarifa do transporte coletivo em Aracaju está fora da realidade. A inflação acumulada dos últimos 12 meses ficou em torno de 6% e as empresas querem 15,7%, isso em um período de apenas sete meses. Não existe. Por causa dessas situações expostas, não existe o que discutir", afirmou o superintendente municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Nelson Felipe, em entrevista ao Jornal da Cidade.

Quando indagado sobre o encaminhamento das discussões do aumento da passagem na administração, Felipe disse que tem ordem superior para não dar atenção a isso agora, pois não há interesse em colocar o assunto na ordem do dia. "Ainda é cedo. No ano passado, as empresas receberam um reajuste de 8,8%, que depois foi reduzido para 4,4% porque o governo federal resolveu reduzir a Cofins e o PIS. Mas as empresas foram beneficiadas. Além do mais, no Brasil os preços são corrigidos a cada 12 meses e o último reajuste fez sete meses agora", explicou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email