Presidente do PC do B-BA sugere renúncia a Cunha

Presidente do PC do B na Bahia, o deputado federal Daniel Almeida engrossou a lista dos parlamentares que pedem a saída do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do comando da Casa; "O melhor seria ele renunciar. Seria melhor para todos: para a Câmara enquanto instituição e para a política e sociedade brasileiras. Mas pelo perfil que ele tem, provavelmente não fará isso", afirmou Daniel Almeida

Presidente do PC do B na Bahia, o deputado federal Daniel Almeida engrossou a lista dos parlamentares que pedem a saída do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do comando da Casa; "O melhor seria ele renunciar. Seria melhor para todos: para a Câmara enquanto instituição e para a política e sociedade brasileiras. Mas pelo perfil que ele tem, provavelmente não fará isso", afirmou Daniel Almeida
Presidente do PC do B na Bahia, o deputado federal Daniel Almeida engrossou a lista dos parlamentares que pedem a saída do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do comando da Casa; "O melhor seria ele renunciar. Seria melhor para todos: para a Câmara enquanto instituição e para a política e sociedade brasileiras. Mas pelo perfil que ele tem, provavelmente não fará isso", afirmou Daniel Almeida (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Presidente do PC do B na Bahia, o deputado federal Daniel Almeida engrossou a lista dos parlamentares que pedem a saída do presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do comando da Casa. "O melhor seria ele renunciar. Seria melhor para todos: para a Câmara enquanto instituição e para a política e sociedade brasileiras, mas pelo perfil que ele tem, provavelmente, não fará isso", afirmou Daniel Almeida em entrevista à rádio CBN Salvador.

Cunha é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pela participação no esquema de desvio de dinheiro na Petrobras e pela propriedade de contas na Suíça para abrigar os recursos oriundos das atividades ilícitas.

Daniel minimizou o fato de não ter assinado o documento entregue no Conselho de Ética da Câmara, assinado por líderes do PSOL e da Rede, pedindo a cassação do mandato de Cunha.

"Tanto faz assinar, quanto manifestar o mesmo desejo publicamente que tem o mesmo efeito. Eduardo Cunha não merece ficar na presidência da Câmara, não devia nem ter entrado. Eu não votei em Cunha, fiz campanha para Arlindo Chinaglia (candidato do PT à presidência da Casa) naquela campanha. Eu já tinha algumas informações e acompanhando a trajetória dele, sei que nunca mereceu a minha confiança", disse. "O PCdoB reuniu na última sexta-feira a sua comissão política nacional e manifestou a opinião no sentido de indicar afastamento, considerando que ele não preenche as condições para continuar presidindo a Câmara".

O líder comunista também nega suposto acordo do Planalto para blindar Eduardo Cunha como forma de proteger a presidente Dilma Rousseff de abertura de impeachment na Câmara. A estratégia seria fazer com o processo no Conselho de Ética contra o presidente não representasse uma ameaça ao mandato dele.

"Eu não tenho dúvida de que não tem acordo até porque o próprio Cunha já declarou que está na oposição ao governo, rompeu com o Planalto. O governo não está conseguindo proteger inocente da sua base que está sendo condenado, imagine bandidos que estão na oposição. Não tem a menor condição", disse Daniel Almeida.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email