Presidente do PSDB exuma cadáveres do PMDB

Em resposta às críticas de Iris Rezende ao governo do Estado e ao governador Perillo feitas no encontro de Catalão, Paulo de Jesus diz que, “antes de atacar gente de bem”, ex-prefeito deveria recobrar a consciência, fazer uma profunda reflexão, “ver o mal que fez a Goiás e penitenciar-se de seus erros”; declarações dão uma prévia do quão sanguinária poderá ser a campanha eleitoral de 2014

Presidente do PSDB exuma cadáveres do PMDB
Presidente do PSDB exuma cadáveres do PMDB
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás247_ O presidente regional do PSDB, Paulo de Jesus, reagiu às críticas do ex-prefeito Iris Rezende ao governo do Estado e ao governador Marconi Perillo proferidas durante encontro regional do partido em Catalão. O dirigente distribuiu nota à imprensa rememorando os malfeitos dos anos de PMDB no poder (1983-1998). “O ex-prefeito Iris Rezende deve ter sofrido um ataque de amnésia. Esqueceu-se de que ele e o PMDB venderam Cachoeira Dourada e Corumbá 1, quebraram o Banco do Estado de Goiás (BEG), a Caixa Econômica do Estado de Goiás (Caixego) e o Banco de Desenvolvimento de Goiás (BD-GO)”.

A nota é uma resposta dura ao ex-prefeito, que em discurso fez duras críticas ao governo estadual, disse não poderia ficar fora da disputa de 2014 e que lutaria com todas as suas forças pelo bem de Goiás. “O Estado precisa de mim. Ficar distante das próximas eleições seria o mesmo que contrariar o dom que Deus me deu. Deus me fez político. Eu sou político. E vou lutar com todas as minhas forças pelo bem de Goiás”, discursou o peemedebista.

A nota dá o tom do que pode vir a ser a disputa eleitoral de 2014. Se o contraventor Carlinhos Cachoeira virar arma da oposição, o governo vai reagir com ferocidade: “Iris e seu partido protagonizaram os maiores escândalos de corrupção de Goiás – os casos Caixego e Astrográfica. Foi ele – Iris Rezende - quem trouxe a Delta para Goiás, assinou com ela os maiores contratos da Prefeitura de Goiânia e agora os esconde a sete chaves.”

Leia a íntegra da nota:

Nota à Imprensa

O ex-prefeito Íris Rezende deve ter sofrido um ataque de amnésia, no encontro regional de seu partido em Catalão. Esqueceu-se de que ele e o PMDB venderam Cachoeira Dourada e Corumbá 1, quebraram o Banco do Estado de Goiás (BEG), a Caixa Econômica do Estado de Goiás (Caixego) e o Banco de Desenvolvimento de Goiás (BD-GO).

Íris e seu partido protagonizaram os maiores escândalos de corrupção de Goiás – os casos Caixego e Astrográfica. Foi ele – Íris Rezende - quem trouxe a Delta para Goiás, assinou com ela os maiores contratos da Prefeitura de Goiânia e agora os esconde a sete chaves.

Antes de atacar gente de bem, Íris deveria recobrar a consciência, fazer uma profunda reflexão, ver o mal que fez a Goiás e penitenciar-se de seus erros.

O atual governo paga ainda hoje empréstimos altíssimos que os governos do PMDB tomaram para colocar o dinheiro ninguém sabe onde, talvez junto com os recursos da venda de Cachoeira Dourada.

Os governos de Marconi Perillo, ao contrário do que o PMDB fez, consertaram as contas públicas, colocaram a folha de pagamento em dia, atraíram investimentos e modernizaram a administração.

Hoje, o Governo do PSDB e de seus partidos aliados inova na gestão da saúde, põe lá em cima os índices da educação, investe na segurança pública, mais uma vez surpreende com o Bolsa Futuro, o mais moderno e eficiente programa de qualificação de mão de obra do País, e, além disso, executa o maior programa de investimentos de nossa história na área de infraestrutura.

Acorda, ex-prefeito, caia na real! O povo de Goiás já lhe disse quatro vezes nas urnas que não quer seu estilo atrasado, rancoroso e demagogo!

Que Íris Rezende dispute o Governo de Goiás em 2014. Assim o povo terá, mais uma vez a oportunidade de avaliar, comparar e julgar as administrações do PMDB e as de Marconi Perillo.

Paulo de Jesus

Presidente Regional do PSDB

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247