Presidente do PSDB/SP diz que 'não há condição legal' para impeachment

O presidente do PSDB de São Paulo, Duarte Nogueira, afirmou, nesta terça (31), que embora o impeachment "seja uma estratégia legal" e não golpe, os tucanos não acreditam que haja condição legal para tal mecanismo contra a presidente Dilma Rousseff; "Em primeiro lugar, o PSDB reconhece que o impeachment é uma estratégia legal, prevista na Constituição e, portanto, está longe de ser um golpe de estado como quer fazer crer o PT. Foi, inclusive, muito usada pelo ex-presidente Lula contra os governos aos quais o PT fez oposição, como o próprio Fernando Henrique Cardoso. No entanto, não acreditamos que haja condição legal ou política para pedir o impeachment da presidente Dilma. Não estamos buscando essa alternativa", disse

O presidente do PSDB de São Paulo, Duarte Nogueira, afirmou, nesta terça (31), que embora o impeachment "seja uma estratégia legal" e não golpe, os tucanos não acreditam que haja condição legal para tal mecanismo contra a presidente Dilma Rousseff; "Em primeiro lugar, o PSDB reconhece que o impeachment é uma estratégia legal, prevista na Constituição e, portanto, está longe de ser um golpe de estado como quer fazer crer o PT. Foi, inclusive, muito usada pelo ex-presidente Lula contra os governos aos quais o PT fez oposição, como o próprio Fernando Henrique Cardoso. No entanto, não acreditamos que haja condição legal ou política para pedir o impeachment da presidente Dilma. Não estamos buscando essa alternativa", disse
O presidente do PSDB de São Paulo, Duarte Nogueira, afirmou, nesta terça (31), que embora o impeachment "seja uma estratégia legal" e não golpe, os tucanos não acreditam que haja condição legal para tal mecanismo contra a presidente Dilma Rousseff; "Em primeiro lugar, o PSDB reconhece que o impeachment é uma estratégia legal, prevista na Constituição e, portanto, está longe de ser um golpe de estado como quer fazer crer o PT. Foi, inclusive, muito usada pelo ex-presidente Lula contra os governos aos quais o PT fez oposição, como o próprio Fernando Henrique Cardoso. No entanto, não acreditamos que haja condição legal ou política para pedir o impeachment da presidente Dilma. Não estamos buscando essa alternativa", disse (Foto: Valter Lima)

247 - O presidente do PSDB de São Paulo, Duarte Nogueira, afirmou, nesta terça-feira (31), que embora o impeachment "seja uma estratégia legal" e não golpe, os tucanos não acreditam que haja condição legal para tal mecanismo contra a presidente Dilma Rousseff. 

"Em primeiro lugar, o PSDB reconhece que o impeachment é uma estratégia legal, prevista na Constituição e, portanto, está longe de ser um golpe de estado como quer fazer crer o PT. Foi, inclusive, muito usada pelo ex-presidente Lula contra os governos aos quais o PT fez oposição, como o próprio Fernando Henrique Cardoso. No entanto, não acreditamos que haja condição legal ou política para pedir o impeachment da presidente Dilma. Não estamos buscando essa alternativa", disse em entrevista ao site da Época.

Segundo ele, o PSDB está desempenhando o seu papel de oposição. "Estamos, isso sim, desempenhando nosso papel de oposição, daqueles que discordam das medidas políticas e econômicas adotadas há muito pelo governo federal e que nos trouxeram até a crise em que estamos. Somos solidários às manifestações, participamos delas individualmente, enquanto cidadãos indignados que somos, mas sem interferência institucional. Institucionalmente, nosso papel vem sendo bem desempenhado pelos nossos deputados e senadores, no Congresso Nacional, com uma oposição forte, atuante, atenta e propositiva. As ruas descobriram sua voz e o papel do PSDB é reverberá-la, não o contrário", afirmou.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247