Presidente do Senado diz que Brasil só terá eleição livre se Lula participar

"Eleições livres são eleições com Lula" - a frase, incisiva, é do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE); durante evento em Fortaleza, o parlamentar cravou: "eu sou eleitor de Lula"; senador não mencionou sequer uma vez o presidenciável do seu partido, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB); também não citou o nome de Michel Temer, o mais impopular desde a redemocratização; enquanto isso, Lula, mesmo preso, lidera todas as pesquisas  

Presidente do Senado diz que Brasil só terá eleição livre se Lula participar
Presidente do Senado diz que Brasil só terá eleição livre se Lula participar (Foto: Agência Senado | Jornalistas Livres )

247 - "Eleições livres são eleições com Lula" - a frase, incisiva, é do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE). Durante quase 20 minutos de discurso aos apoiadores no ginásio da AABB, em Fortaleza, o parlamentar cravou: "eu sou eleitor de Lula".

"Eu, filho de lavrador, filho de agricultor, de família de homem pobre. Eu, com a mesma história de Lula. Só quem viu uma mãe carregar lata d’água na cabeça é que pode fazer o que fazemos", acrescentou ele, na convenção que oficializou sua candidatura no último final de semana.

O presidente do Senado não mencionou sequer uma vez o candidato do seu partido à Presidência, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), oficializado na última semana. Também não citou o nome de Michel Temer, do mesmo partido.

Pesquisa CUT/Vox Populi, divulgada no final do mês passado, apontou vitória do ex-presidente Lula no primeiro turno com 58% dos votos válidos.

No cenário estimulado, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados, as intenções de voto do ex-presidente aumentaram para 41% contra 39% registrado em maio.

De acordo com o levantamento, a soma de todos os outros adversários alcançou 29%. Na segunda posição está Jair Bolsonaro (PSL), com 12%, seguido por Ciro Gomes (PDT), que alcançou 5%; Marina Silva (Rede) caiu de 6% para 4%, empatando com Geraldo Alckmin (PSDB), que também registrou apenas 4% (veja mais aqui).

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247