Presos são algemados em lixeira no meio da rua

Uma cena inusitada chamou a atenção na manhã desta quarta-feira em Porta Alegre; dois presos que aguardavam vaga no sistema penitenciário foram algemados em uma lixeira, que fica em frente ao Palácio da Polícia; de acordo com os policiais que faziam a custódia dos presos, os dois pediram para esticar as pernas, uma vez que estão dentro da viatura desde a terça-feira; Rio Grande do Sul passa por uma crise no sistema carcerário, que faz com que os presos sejam mantidos dentro das viaturas por conta da falta de vagas

Uma cena inusitada chamou a atenção na manhã desta quarta-feira em Porta Alegre; dois presos que aguardavam vaga no sistema penitenciário foram algemados em uma lixeira, que fica em frente ao Palácio da Polícia; de acordo com os policiais que faziam a custódia dos presos, os dois pediram para esticar as pernas, uma vez que estão dentro da viatura desde a terça-feira; Rio Grande do Sul passa por uma crise no sistema carcerário, que faz com que os presos sejam mantidos dentro das viaturas por conta da falta de vagas
Uma cena inusitada chamou a atenção na manhã desta quarta-feira em Porta Alegre; dois presos que aguardavam vaga no sistema penitenciário foram algemados em uma lixeira, que fica em frente ao Palácio da Polícia; de acordo com os policiais que faziam a custódia dos presos, os dois pediram para esticar as pernas, uma vez que estão dentro da viatura desde a terça-feira; Rio Grande do Sul passa por uma crise no sistema carcerário, que faz com que os presos sejam mantidos dentro das viaturas por conta da falta de vagas (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - Uma cena inusitada chamou a atenção na manhã desta quarta-feira em Porta Alegre. Dois presos que aguardavam vaga no sistema penitenciário foram algemados em uma lixeira, que fica em frente ao Palácio da Polícia.

De acordo com os policiais que faziam a custódia dos presos, os dois pediram para esticar as pernas, uma vez que estão dentro da viatura desde a terça-feira. O único local disponível era a lixeira que estava próxima da viatura.

No fim da manhã, os dois presos foram encaminhados para presídios após vagas serem abertas. O Rio Grande do Sul passa por uma crise no sistema carcerário, que faz com que os presos sejam mantidos dentro das viaturas por conta da falta de vagas em presídios e até em delegacias da Polícia Civil.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247