Prioridade do PSB é lançar Valadares ao governo

"Estamos muito otimistas na construção da candidatura do senador Valadares. Temos conversando com muitos partidos, principalmente com as lideranças do PSDB, do DEM, do PPS e outras legendas. Todo processo de construção de uma candidatura requer muita prudência, maturidade e leitura do quadro político. Não basta querer, tem que ter uma aliança que realmente dê condições de chegar ao segundo turno e à vitória. Sem dúvida ainda é a prioridade", disse Valadares Filho

"Estamos muito otimistas na construção da candidatura do senador Valadares. Temos conversando com muitos partidos, principalmente com as lideranças do PSDB, do DEM, do PPS e outras legendas. Todo processo de construção de uma candidatura requer muita prudência, maturidade e leitura do quadro político. Não basta querer, tem que ter uma aliança que realmente dê condições de chegar ao segundo turno e à vitória. Sem dúvida ainda é a prioridade", disse Valadares Filho
"Estamos muito otimistas na construção da candidatura do senador Valadares. Temos conversando com muitos partidos, principalmente com as lideranças do PSDB, do DEM, do PPS e outras legendas. Todo processo de construção de uma candidatura requer muita prudência, maturidade e leitura do quadro político. Não basta querer, tem que ter uma aliança que realmente dê condições de chegar ao segundo turno e à vitória. Sem dúvida ainda é a prioridade", disse Valadares Filho (Foto: Valter Lima)

Max Augusto, do Jornal da Cidade - O PSB em Sergipe tem hoje três prioridades bem definidas: a candidatura do senador Antônio Carlos Valadares ao Governo do Estado, a reeleição de Valadares Filho para a Câmara Federal e o apoio à candidatura de Eduardo Campos para presidente da República. As informações foram repassadas pelo presidente estadual do partido, deputado Valadares Filho, em entrevista ao JORNAL DA CIDADE. Ele revelou ainda que as conversas no sentido de garantir apoio à candidatura de Valadares ao governo estão acontecendo principalmente com o PSDB, DEM e PPS – mas as tratativas com PSC e PMDB também estão em andamento.

"Estamos muito otimistas na construção da candidatura do senador Valadares. Temos conversando com muitos partidos, principalmente com as lideranças do PSDB, do DEM, do PPS e outras legendas. Todo processo de construção de uma candidatura requer muita prudência, maturidade e leitura do quadro político. Não basta querer, tem que ter uma aliança que realmente dê condições de chegar ao segundo turno e à vitória. Sem dúvida ainda é a prioridade", disse Valadares Filho.

Questionado pela reportagem sobre o que falta para que a candidatura do senador Valadares vingue, o presidente estadual do PSB disse que a candidatura majoritária depende de dois fatores preponderantes:um deles é ter um bom nome. "Isso nós temos, o senador Valadares é um homem respeitado por toda sociedade sergipana, com muita credibilidade na classe política. Mesmo não se lançando ainda candidato, aparece bem posicionado em todas as pesquisas divulgadas", ressaltou Valadares Filho. O outro fator é uma aliança que fortaleça o bom nome do partido: "Essa, nós estamos construindo".

Definição

Quando perguntado sobre quando o partido terá um posicionamento sobre as eleições deste ano, o deputado federal disse que não possui uma data pré-estabelecida e que as conversas estão acontecendo de forma natural, visando à construção da candidatura própria. Ele avisou que a definição pode ser feita até as convenções, ou antes. "Quando definirmos nossa posição ela será transparente para toda a imprensa e para os sergipanos", esclareceu, lembrando ainda que no dia 20, quando haverá uma reunião da direção estadual, pode sair uma decisão definitiva do PSB – apesar de a convenção final estar marcada para o dia 30.

Preferência

E em caso de não lançar a candidatura de Valadares ao governo do Estado,o deputado insiste que o PSB prefere a candidatura do senador Valadares. Mas quando se cogita a possibilidade de outro tipo de composição, para ele é natural que alguns companheiros de sigla, de forma democrática, exponham suas preferências. Ainda assim, Valadares Filho diz não ter dúvida de que qualquer que seja a decisão final o partido marchará unido. "Nossa preocupação é ampla, é com a candidatura de Eduardo Campos e com o fortalecimento do PSB em todo o Estado", disse.

Interior

Lembrando que já houve uma reunião do diretório estadual com os presidentes dos diretórios municipais, onde foi debatido muito o pleito deste ano, Valadares Filho assegurou que o Congresso Estadual do dia 20 vai refletir os desejos dos diretórios do interior, ressaltando que as conversas sobre alianças são realizadas em cada visita aos municípios sergipanos.
"Quase todo fim de semana visito vários municípios, converso com as lideranças do partido. Eu e o senador Valadares estávamos ouvindo muito mais do que falando, estamos sentindo o que as lideranças desejam", afirmou.

Vice

Sobre o seu nome ser indicado a vice-governador em uma chapa majoritária, Valadares Filho voltou a insistir que no momento está buscando construir a candidatura ao governo do PSB e não uma composição em alguma chapa majoritária.
"Se eu tivesse que decidir hoje, não teria duvida de que disputaria a reeleição. Tenho sido cobrado não só pela direção nacional, mas pelas lideranças de todo o Estado que contribuem não só para este mandado, mas desde o primeiro. Sinto-me honrado por lembrarem do meu nome, mas, sinceramente, o desejo de ser candidato a vice-governador ainda não se formou em minha cabeça, até porque o PSB tem nomes valorosos para indicar numa missão como essa, a exemplo do ex-vice-governador Belivaldo Chagas".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247