Prisco ficará afastado da Câmara por mais 30 dias

O vereador Marco Prisco (PSDB) disse neste domingo a seus advogados que vai ficar "pelo menos mais 30 dias" afastado de suas atividades na Câmara Municipal de Salvador para "cuidar da saúde física, psicológica e em respeito à família"; o tucano teve sua prisão revogada na sexta-feira (30) e deve deixar o Complexo Penitenciário da Papuda nesta segunda (2) após pagamento de fiança no valor de R$ 21 mil

O vereador Marco Prisco (PSDB) disse neste domingo a seus advogados que vai ficar "pelo menos mais 30 dias" afastado de suas atividades na Câmara Municipal de Salvador para "cuidar da saúde física, psicológica e em respeito à família"; o tucano teve sua prisão revogada na sexta-feira (30) e deve deixar o Complexo Penitenciário da Papuda nesta segunda (2) após pagamento de fiança no valor de R$ 21 mil
O vereador Marco Prisco (PSDB) disse neste domingo a seus advogados que vai ficar "pelo menos mais 30 dias" afastado de suas atividades na Câmara Municipal de Salvador para "cuidar da saúde física, psicológica e em respeito à família"; o tucano teve sua prisão revogada na sexta-feira (30) e deve deixar o Complexo Penitenciário da Papuda nesta segunda (2) após pagamento de fiança no valor de R$ 21 mil (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O vereador Marco Prisco (PSDB) disse neste domingo a seus advogados que vai ficar "pelo menos mais 30 dias" afastado de suas atividades na Câmara Municipal de Salvador para "cuidar da saúde física, psicológica e em respeito à família". O tucano teve sua prisão revogada na sexta-feira (30) e deve deixar o Complexo Penitenciário da Papuda nesta segunda (2) após pagamento de fiança no valor de R$ 21 mil.

Ainda de acordo com seus advogados, ele respeitará todas as determinações judiciais pelo tempo demandado pelo juiz Fábio Roque, da 17ª Vara Federal de Brasília. Os advogados Leonardo Mascarenhas e Marcele Maron disseram que o vereador "recebeu com tranquilidade as restrições judiciais e reiterou o desejo de cuidar da própria saúde e do estado psicológico da família".

"Ele não vê problema em atender as demandas judiciais. Quer ficar recolhido em casa, cuidando de si, esposa e filhos, principalmente o mais velho, submetido a uma cirurgia na boca nos últimos dias. Ele precisa deste tempo", disse Leonardo Mascarenhas.

O vereador pede "compreensão" dos policiais militares da Bahia para a "necessidade" de afastamento. Mascarenhas informou que Prisco ainda disse que "não pretende fornecer declarações diretamente aos veículos de comunicações em virtude da necessidade de restabelecimento físico, mental e buscando equilíbrio e preservação da esposa, filhos, pai e irmãos".

"Por enquanto, notas e declarações serão fornecidas pela assessoria de comunicação e pelos advogados do vereador", disse o advogado. A assessoria do tucano marcará entrevista coletiva "para sanar maiores dúvidas dos veículos de comunicações em momento posterior".

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247